fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Com 107 anos, idosa se recupera da covid-19

Maria é considerada grupo de risco não só pela idade. Ela trata há seis anos de um câncer na virilha e, há um ano e meio, sofreu dois infartos no intervalo de 15 dias

Avatar

Publicado

em

Foto: Arquivo pessoal
PUBLICIDADE

Com 107 e recuperada após ser contaminada pelo novo coronavírus, a moradora do Paraná, Maria Sirina da Silva, tirou um tempo para gravar um vídeo agradecendo ao profissionais de saúde e familiares pelos cuidados recebidos durante o período de isolamento. “Foi difícil passar pelo corona. Vamos beber, se Deus quiser, umas duas cervejas”, disse Maria Sirina em um vídeo grava por uma das netas.

Maria é considerada grupo de risco não só pela idade. Ela trata há seis anos de um câncer na virilha e, há um ano e meio, sofreu dois infartos no intervalo de 15 dias. Apesar de estar seguindo as recomendações de isolamento, ela e mais oito pessoas da família foram infectadas pelo novo coronavírus.

“Depois que a minha mãe foi diagnosticada com a Covid-19, decidimos fazer o exame na minha vó porque as duas moram juntas. Ela estava com sintomas leves, teve apenas vômito, não teve febre ou outro sintoma pior. O diagnóstico deu positivo e, de forma incrível, ela se recuperou muito bem. Está melhor do que a minha mãe”, contou a neta, Tuquinha dos Santos, ao G1.

A quarentena terminou na quarta-feira (16) e a centenária agradece pelos cuidados dos profissionais de saúde e família. “Estou viva, graças a Deus. Fui muito bem cuidada”, disse. “Ela disse esses dias que quer viver muito ainda, que tem os filhos para cuidar. Mesmo pela idade, ela vai completar 108 no mês que vem, a minha vó é uma pessoa lúcida e muito alegre”, concluiu Tuquinha.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade