fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Coluna Léo Dias

Mulher de Onyx paga parte da dívida

Léo Dias

Publicado

em

Denise Veberling Lorenzoni. Foto: Reprodução/Instagram
PUBLICIDADE

A Coluna se orgulha de ter feito uma benfeitoria logo em seu primeiro dia no Jornal de Brasília. Logo que começamos a apuração sobre a dívida que Denise Veberling Lorenzoni, mulher do ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, tinha com a comissária de voo Amanda Oliveira, e entramos em contato com as partes envolvidas, uma parte do valor apareceu misteriosamente na conta bancária dela. Ao checar o saldo, Amanda percebeu que haviam sido feito dois depósitos – um de R$1.500 e outro de R$250 – parte do valor de R$ 5 mil que ela afirmara que faltava ser paga por Denise para resolver a questão.

Entretanto, segundo Amanda, não há nenhuma indicação de quem teria feito o depósito. “É bem provável que tenha sido ela. Conhecendo a Denise [como eu conheço], ela não vai falar se foi ela ou se não foi, mas resolveu”, disse a comissária de voo, feliz com o resultado.

Amanda, no entanto, deve seguir com o processo na Justiça contra Denise e que reaver todo o valor. “Estou esperando o Mardson [Costa, advogado de Amanda,] resolver. Foi muito problema que passei por causa dessa grana. [Quero] pelo menos o dano moral, já que iniciou [o processo]”, disse a comissária de voo.

Com colaboração de Lucas Pasin

O conteúdo publicado nesta Coluna não corresponde necessariamente à opinião ou à postura do Jornal de Brasília, de forma que o jornalista subscritor é inteiramente responsável pelo teor da matéria.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade