fbpx
Siga o Jornal de Brasília
Tomar uma taça de vinho ao dia pode aumentar a eficácia de vacinas diz estudo Tomar uma taça de vinho ao dia pode aumentar a eficácia de vacinas diz estudo

Prazeres do vinho

Tomar uma taça de vinho ao dia pode aumentar a eficácia de vacinas diz estudo

Resultado de estudo publicado na revista “Vaccine” dá conta que a bebida pode ajudar a aumentar a capacidade de grupos vulneráveis, como idosos, para responder às vacinas e infecções.

Daiany Nasteoli

Publicado

em

PUBLICIDADE

Há várias pesquisas que buscam mostrar a relação entre o vinho e o bem-estar, e as ligam a benefícios em diversas áreas da saúde, como sistemas cardiovascular, nervoso e imunológico. Algumas delas dizem que ao beber vinho podemos fortalecer a imunidade contra infecções, gripes e alergias.

Um estudo feito pela Escola de Medicina da Universidade da Califórnia demonstrou que o consumo moderado de álcool pode impulsionar nosso sistema imunológico e ajudar a combater infecções. O álcool teria propriedades protetoras e aumentaria, por exemplo, a eficácia de vacinas quando consumido moderadamente.

Já sabíamos que pessoas que tomam uma taça de vinho por dia apresentam melhora na saúde e principalmente na função cardiovascular – disse Ilhem Messaoudi, professora de ciências biomédicas da Faculdade de Medicina da Universidade da Califórnia. – Agora nós podemos adicionar o sistema imune a essa lista.

Para estudar o impacto do consumo de etanol sobre o sistema imunológico, os pesquisadores treinaram 12 macacos rhesus para consumir álcool por conta própria. Eles foram vacinados contra varíola e separados em dois grupos: um que podia acessar doses de 4% de etanol e outro que tinha disponível água com açúcar. Eles foram observados por nove meses.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Como os seres humanos, os macacos mostraram comportamento muito variável para consumo de álcool – afirmou Ilhem. – Alguns bebiam grandes volumes de etanol, enquanto outros eram moderados.

Antes de consumir álcool, os macacos apresentaram respostas semelhantes à vacinação. Sete meses depois de iniciado o teste, eles receberam nova dose da vacina. Os que haviam se excedido no consumo apresentaram uma resposta imune menor do que os que beberam água com açúcar.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Já os que haviam consumido moderadamente as doses de etanol – o equivalente a uma taça de vinho por dia – tiveram os melhores resultados nos testes de imunidade.

Isso confirma o que já acreditamos há algum tempo: o consumo moderado de etanol resulta na redução de todas as causas de mortalidade, principalmente de doenças cardiovasculares – apontou Ilhem. – Quanto ao consumo excessivo de álcool, nosso estudo mostra que tem um impacto negativo significativo sobre a saúde.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ou seja, mais uma vez confirmando o que já falei aqui em outras matérias. O vinho contribui para a nossa saúde sim, se consumido moderadamente e associado a um estilo de vida saudável. Quanto ao vírus que estamos enfrentando ainda precisamos estudar.

Fonte: http://www.ohsu.edu/xd/about/news_events/news/2013/12-17-study-moderate-alcohol.cfm

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
>

Os polifenóis: São os anticorpos da videira e ajudam para a sua defesa, dão longevidade aos vinhos e contribuindo para a nossa saúde também. Um destes polifenóis é o resveratrol, um dos mais estudados pelos cientistas, identificados em bebidas como chá e vinho. Sua existência já era conhecida no começo do século 20, mas foi somente a partir dos anos 1990 que a substância foi descoberta no vinho tinto.  Eles protegem tanto as células quanto outras substâncias químicas naturais do corpo contra os danos causados pelos radicais livres.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade