fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Gastronomia

Ex-número um do mundo não coloca Federer entre os melhores

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Todos os recordes, títulos e milhões que Roger Federer conquistou nestes últimos anos ainda não o colocam no grupo dos maiores do esporte. Esta, pelo menos, é a opinião do ex-número um do mundo John Newcombe. Para o australiano, Federer merece sim elogios, mas ainda precisa de um pouco mais para marcar de vez seu nome na história do esporte.

“Claro que ele é um excelente jogador, mas para estar entre os três ou quatro melhores de todos os tempos você precisa dominar completamente sua época. E ele tem seis derrotas para o (Rafael) Nadal contra apenas duas vitórias”, destacou Newcombe, pondo lenha na fogueira da rivalidade entre os dois tenistas.

Dono de sete títulos de Grand Slam na carreira, o australiano foi ainda mais longe, listou outros motivos para não pôr Federer como um dos maiores e ainda equiparou os dois líderes do ranking no momento. “Você não pode colocá-lo lá porque ele nunca venceu Roland Garros”, disse Newcombe.

“E o Nadal já provou que pode vencê-lo não só no saibro, mas também no piso sintético. Então, se você for pôr o Federer, tem que achar um espaço para o Nadal também”, completou. “Ele tem apenas cinco anos de carreira. Vamos ver o que ainda pode fazer”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O australiano de 62 anos ainda atacou outro ídolo do esporte: Pete Sampras. Para ele, nem mesmo os 14 títulos de Grand Slam colocam o norte-americano na lista dos melhores de todos os tempos. “O Sampras não pode estar também porque o máximo que fez em 11 participações em Roland Garros foi uma semifinal”, disparou.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade