Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Kátia Flávia

Pastor ataca imagem de Nossa Senhora Aparecida na entrada de Bastos: “Satanás fantasiado de azul”

O vídeo se passa durante o culto na Igreja Vida Nova, em Bastos, São Paulo e o fator chamou imagem da santa de Satanás

Por Kátia Flávia 04/10/2023 3h00
O vídeo se passa durante o culto na Igreja Vida Nova, em Bastos, São Paulo e o fator chamou imagem da santa de Satanás

Intolerância religiosa aqui não passa! O pastor Sérgio Fernandes, da Igreja Vida Nova, em Bastos, interior de São Paulo, atacou a imagem de Nossa Senhora Aparecida na entrada da cidade e chegou a chamar a imagem de Satanás fantasiado de azul. A live foi transmitida no domingo (01) e o recorte já corre solto na web.

“Colocaram uma imagem de escultura na entrada de nossa cidade que não nos representa, aquela imagem não nos representa. Não tem nada a ver com a gente, eu estou indignado, estou conversando com pastores e com pessoas porque estou indignado de usar dinheiro público para fazer o que fizeram”, disse.

Ele ainda completa: “Quando a pessoa entra em Bastos e olha lá a bandeira do Brasil, a bandeira do Japão, o obelisco,parabéns nos representam. Ponha ovo, ponha galinha, o que quiser, mas não venha por uma Satanás fantasiado de azul na entrada da cidade, só traz maldição para nossa cidade, aquilo é ponto de contato com o inferno é porta aberta, ore”, finalizou.

O pastor ainda informou ao G1 que irá se pronunciar no momento oportuno. Vale ressaltar que intolerância religiosa é crime, como prevê a lei 7.716/89 prevê em seu artigo 20:Praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional. A pena é de um a três anos e multa.






Você pode gostar