Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Kátia Flávia

”Destruiu minha pele e inchei igual um baiacu”, desabafa Flay sobre chip da beleza

O implante não é recomendado por especialistas e tem intenção de tratar sintomas menstruais, mas é comumente usado para fins estéticos

Por Kátia Flávia 23/05/2022 11h30
O implante não é recomendado por especialistas e tem intenção de tratar sintomas menstruais, mas é comumente usado para fins estéticos

Eita bebês, enquanto uns estão felizes com os resultados dos processos estéticos pós BBB, tem uns que erraram feio. Flay usou suas redes sociais para reclamar do chip da beleza que implantou. O tratamento não é recomendado para fins estéticos e deixou o rosto da cantora todo marcado de espinhas.

Pensa que acabou? Ainda não! A ex-BBB ainda escreveu que o chip tinha destruído a pele dela após ser questionada sobre o tratamento em uma caixinha de perguntas. “Eu nunca tive espinhas no rosto na minha vida inteira nunca”, escreveu.

Flay ainda conta que agora não tem mais as espinhas como tinha na foto em que postou no ápice do problema. Hoje, a cantora está tratando as manchas na pele que as espinhas deixaram.

“Inchei igual a um baiacu nos primeiros meses. Aí decidi mudar tudo”, disse a cantora após ser questionada se o chip teria causado alguma mudança no seu corpo.

A ginecologista Ana Comin chama a atenção para o uso indevido da gestrinona que pode gerar a acne. “Algumas pessoas começaram a colocar implantes para melhorar o shape, antes eles colocavam por via oral, mas faz a alteração de enzimas hepáticas, mas com implante (sem alterações) elas aceitaram mais. A gestrinona tem menos efeitos colaterais que a testosterona, um deles seria a acne. Isso é anabolização, escondendo através do nome de chip da beleza. Isso não embeleza as pessoas”, disse.

“Na ginecologia a gestrinona é usada para dor pélvica crônica, para endometriose, para miomatose e em estudo mais recente, ela pode reduzir o risco de câncer em doses adequadas. Não é um produto eletrônico, não é para embelezar, é para tratar e as doses altíssimas podem trazer os mesmos efeitos colaterais que a testosterona”, comenta a doutora.

O tal chip da beleza promete tratar os sintomas da menstruação, menopausa, doenças dependentes do estrogênio ou contracepção, mas acabou caindo em desuso por causa dos seus efeitos colaterais, como as espinhas de Flay.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar