fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Entretenimento

Di Ferrero fala sobre novo CD e vem à Brasília para tributo a Chorão

Durante entrevista exclusiva ao Jornal de Brasília, o cantor fala sobre seu novo trabalho “Sinais – Parte 1”

Aline Rocha

Publicado

em

PUBLICIDADE

Aline Rocha
[email protected]

Em quase dois anos de carreira solo, Di Ferrero lança, nesta sexta-feira (19) o álbum “Sinais – Parte 1”. As seis músicas, de composição do próprio cantor, são o primeiro trabalho que assina com um time de convidados escolhidos a dedo para deixar o álbum com a identidade do cantor.

Após dois anos de pausa do NX Zero, banda que o artista fez parte por cerca de 17 anos, o cantor busca, por meio das novas músicas, viajar entre as sonoridades que nunca fizeram parte da sua experiência como artista. Antes do lançamento do CD, Di conta, em entrevista exclusiva ao Jornal de Brasília, que escreveu 10 músicas, não lançadas, com o alter ego chamado José. “Foi muito legal fazer o projeto, mas não lancei nada. Quando comecei a fazer ‘Sentença’, que foi a primeira música que eu lancei na minha carreira solo, eu encontrei um som que me identificava e eu achava que seria um momento legal pra mim. A partir daí eu me permiti a começar a experimentar algumas coisa, até chegar em Sinais”, explica o cantor

“Agora está muito mais claro pra mim, eu estou entendendo meu som, e eu comecei a compor as músicas de uma forma que eu conseguisse me expressar melhor”, relata Di. No novo CD, ele assina as seis faixas e divide com outros compositores e produtores com bagagem semelhante a dele. Alguns fizeram parte da produção, alguns outros permanecem nos palcos, como Vinícius Nallon, que participa do primeiro single do novo álbum.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Com Vinicius, Di compôs a primeira música do álbum, “Seus sinais”, que tem melodia conduzida em violão percussivo e na voz característica do cantor. Ele conta que, com a música já pronta, não conseguia dar um nome que fizesse jus à letra e resolveu mostrar a música para Lulu Santos, que foi o responsável por dar o nome não só à música, mas também ao álbum, que teve o título baseado na primeira faixa.

Além de Vinicius Nallon e Lulu Santos, Di contou com a parceria de outros nomes, como Tropkillaz, Ruxxell, Sergio Santos, Pablo Bispo e o parceiro do NC Zero, Gee Rocha e produtores que trabalharam com a banda Cine. Gee trabalhou com Di na canção “Diamante Raro”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A faixa “Viver Bem” foi composta na casa de Elba Ramalho e, de acordo com ele, Elba foi uma inspiração no momento de gravação. “Eu tava participando do Show dos Famosos, no Domingão do Faustão, e fui gravar uma música que eu já tinha ideia no Rio de Janeiro. Chegando no lugar era um estúdio em uma casa muito bonita e fiquei sabendo que a casa era dela. O filho dela era uma das pessoas que ia compôr comigo. Ela morava lá, ficou sabendo que eu estava lá e foi me ver. Nós conversamos sobre a vida, sobre um monte de coisa e eu acabei compondo a música lá. Ela participou indiretamente do processo de composição da música”, relembra.

Di conta que, com essência orgânica e um trabalho inédito, não consegue definir o estilo de seu álbum com apenas uma palavra. “É o meu estilo agora de me expressar. Estou fazendo músicas em horas felizes, em horas boas. É um álbum pra frente, positivo. Vai ser bem difícil rotular ele em uma palavra nova”, conta.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“O que eu quero passar pra galera é que a gente conversa pelas músicas, a gente sente as mesmas coisas, a gente já vem partilhando ideias a muitos anos. Eu quero passar uma sensação boa, uma sensação de sair, de ir atrás do que a gente sonha, de acreditar na gente”, ressalta, animado, o cantor.

Muito feliz com o resultado final do álbum e já no processo de composições para formar “Sinais – Parte 2”, Di conta que pretende vir para Brasília em breve com a turnê do novo álbum e deixa um recado para os fãs de Brasília:

O álbum será lançado à 00h desta sexta-feira (19) em todas as plataformas e o primeiro clipe, “Seus sinais”, será lançado em seu canal oficial do YouTube às 11h. Além de uma futura turnê em Brasília, Di participará de um tributo ao Charlie Brown Jr. que está sendo organizado pelo filho, Alexandre.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
>



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade