Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Celebridades

Klara Castanho publica carta aberta após ter estupro e doação de bebê expostos na internet

A missiva revela uma situação de estupro vivida por ela. O drama veio a público após a apresentadora Antonia Fontenelle expor o caso

A atriz Klara Castanho revelou em uma carta aberta que gerou um bebê após um estupro. No relato, a jovem de apenas 21 anos, explicou que a gravidez aconteceu após um crime e que ela só descobriu que esperava uma criança no final da gestação, e por isso, optou por dar o bebê à adoção.

“Esse é o relato mais difícil da minha vida. Pensei que levaria essa dor e esse peso somente comigo. Sempre mantive a minha vida afetiva privada, assim, expô-la dessa maneira é algo que me apavora e remexe dores profundas e recentes. No entanto, não posso silenciar ao ver pessoas conspirando e criando versões sobre uma violência repulsiva e de um trauma que sofri. Fui estuprada”, comenta a atriz na carta, publicada em seu Instagram. Confira a seguir:

A carta foi publicada após rumores surgirem quando Antonia Fontenelle disse em live que “”uma atriz global de 21 anos teria engravidado e doado a criança para adoção”. Após a carta, a youtuber e pré-candidata a deputada federal pelo Rio de Janeiro questionou: “Eu gostaria de saber porque estão tão revoltados comigo, me atacando por eu ter tido a coragem de mencionar uma história que ao meu ver é monstruosa, porém virou banal. (…) Como diz o próprio @leodias as pessoas não ficam indignadas com a notícia e sim com o carteiro, me poupem. Se eu soube disso foi através dele, agora cobrem dele, e se ele não quer falar, também é um direito dele.”

O colunista Leo Dias publicou um texto chamado “Estupro, gravidez indesejada e adoção: a verdade sobre Klara Castanho” que foi apagado após pressão de internautas. A editora-chefe do portal Metrópoles, Lilian Tahan, afirmou que “Expusemos de forma inaceitável os dados de uma mulher vítima de violência brutal. A matéria foi retirada do ar.”

Em entrevista ao humorista Danilo Gentili, exibida no dia 16 de junho, Leo Dias disse que viveu um dilema recentemente. “É coisa inacreditável, coisa da sociedade se questionar muitas vezes, mas envolve uma atriz”. O colunista afirmou que a atriz, sem citar o nome de Klara, teria um “carma grande”.

Grande parte dos comentários na internet foram de apoio à atriz e repúdio aos envolvidos na exposição. O nome de Klara Castanho chegou aos trending topics do Twitter.

Interpretando mãe e filha na novela Amor à Vida em, de 2011, a atriz Paolla Oliveira publicou mensagem de solidariedade para Klara.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Estadão Conteúdo








Você pode gostar