fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Família de estelionatários é presa no DF

Segundo a Polícia Civil, eles são suspeitos de comprar roupas em nome de terceiros e revender em feiras de Brasília. Quatro pessoas foram presas

Willian Matos

Publicado

em

PUBLICIDADE

Willian Matos
[email protected]

Nas primeiras horas desta quinta-feira (7), a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) desarticulou um grupo suspeito de estelionato. Eles compravam roupas em nome de terceiros e revendiam em feiras locais.

Segundo a PCDF, trata-se de uma família. Mãe e filha faziam negociações pela internet e, com os dados falsos, pediam para que as mercadorias fossem entregues em endereços diferentes dos quais o grupo morava. O pai e o genro ficavam responsáveis por recolher os produtos. Posteriormente, todos comercializavam os itens para feiras do DF.

Para comprar os produtos, os suspeitos utilizavam dados de pessoas físicas e jurídicas do DF. Eles adquiriam as mercadorias e estornavam o pagamento após recebê-las, causando prejuízo ao distribuidor e sérios problemas com os proprietários dos dados utilizados nas compras.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Durante as buscas realizadas nesta quinta (7), a polícia encontrou R$ 10 mil em espécie e os celulares utilizados no crime.

Os agentes da 9ª Delegacia de Polícia (Lago Norte) são os responsáveis pela investigação e pelas prisões. Para o delegado Paulo Renato Fayão, o grupo já fez vítimas em Goiânia, Cuiabá, Minas Gerais e no Rio de Janeiro. Eles atuavam no DF desde 2018. “Só em nome de uma das empresas do DF, foram feitas cerca de R$ 20 mil em compras. As transações podem ser mais altas. Eles usavam diversos nomes para fazer as compras”, disse Fayão.

Os quatro membros da família responderão por associação criminosa e estelionato. A operação foi batizada de Vitrine.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade