fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Servidores temporários garantem atendimento no hospital modular

Inaugurado no início da semana, o hospital anexo ao HRC já tem 31 pacientes internados, graças aos profissionais contratados de forma emergencial

Avatar

Publicado

em

Foto: Renato Alves/Agência Brasília
PUBLICIDADE

Os profissionais de saúde contratados por meio do Processo Seletivo Simplificado Emergencial, aberto pela Secretaria de Saúde, estão “salvando” o atendimento dos pacientes com covid-19 no hospital modular acoplado ao Hospital Regional de Ceilândia (HRC).

Inaugurado na última segunda-feira (13), a unidade já tem 31 pacientes que foram transferidos do HRC. Trinta deles estão nos leitos clínicos e um na sala de isolamento, por possuir comorbidades. A transferência só foi possível após a nova unidade ter à disposição profissionais de saúde que garantissem o atendimento nos leitos.

“Não teríamos condições de assumir o hospital modular sem esses profissionais. A vinda deles foi providencial, porque o HRC precisava muito desse novo espaço para receber os pacientes com Covid”, avaliou a supervisora de Enfermagem da Unidade de Medicina Interna (Umei), Maria Lopes, uma das responsáveis pela equipe que atua no local.

148 servidores

De acordo com a subsecretária de Gestão de Pessoas, Silene Almeida, a previsão inicial é que o hospital modular tenha o total de 148 servidores temporários. Conforme a análise da Secretaria de Saúde, essa é a quantidade necessária para atender os 73 leitos disponíveis na unidade.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Ao todo, serão 18 médicos, 30 enfermeiros e 100 técnicos de enfermagem. Apesar do hospital já ter recebido os primeiros servidores convocados, a vinda de mais profissionais vai reforçar a força de trabalho. Sem eles, não teríamos condições de ter o hospital funcionando totalmente”, ressaltou a gestora.

A expectativa é que o restante dos servidores seja chamado nas próximas etapas do Processo Seletivo Simplificado Emergencial. Até o momento, já foram convocados 500 profissionais temporários para complementar o cadastro da Secretaria de Saúde e reforçar o atendimento à população durante a pandemia.

Agora, as chamadas dos temporários continuarão ocorrendo para atender o Hospital Regional de Samambaia (HRSam). A unidade abriu sete leitos de UTI e 12 de cuidados intermediários, todos para atendimento dos pacientes em tratamento da Covid-19.

Com informações da Agência Brasília

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade