fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Sem cravar datas, GDF lança plano de vacinação contra a covid-19

GDF vai aguardar Ministério da Saúde para iniciar vacinação na capital. Chefe do Núcleo de Frio prevê que menores de 18 anos não serão vacinados em primeiro momento

Willian Matos

Publicado

em

Foto: Reprodução
PUBLICIDADE

O Governo do Distrito Federal (GDF) lançou, nesta sexta-feira (18), o Plano Distrital de Vacinação Contra a Covid-19. Sem estipular datas de quando a população começará a ser vacinada, o Executivo reforçou que espera o Ministério da Saúde adquirir as vacinas e distribuí-las para Secretaria de Saúde local.

Confira os principais pontos abordados na apresentação:

Vacinas – maiores de 18 anos

A chefe do Núcleo de Redes de Frio, Tereza Luiza Pereira, confirmou que, para tratar melhor das vacinas que serão distribuídas à população, é preciso que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprove alguma delas. O GDF mira quatro vacinas: a AstraZeneca, a da Pfizer, a Coronavac e a do consórcio Covax Facility.

“Neste momento, o GDF não pensa em adquirir vacinas, pois a gente vai seguir as recomendações do Ministério da Saúde.”

Tereza ressaltou que as quatro vacinas citadas acima estão sendo testadas, basicamente, para um público acima de 18 anos. Desta forma, pessoas de até 17 anos não seriam vacinadas em um primeiro momento.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A chefe também falou da dificuldade de armazenamento da vacina da Pfizer, que precisa ser guardada em temperaturas abaixo de -75 graus. “O próprio Ministério da Saúde não possui, dentro do seu armazém, um equipamento capaz de armazenar a vacina”, citou Tereza.

População alvo – “Tudo depende da vacina”

Tereza citou que os grupos-alvo da vacina foram definidos pelo Ministério da Saúde com base no risco que as pessoas sofrem ao ter contato com o coronavírus. Também pensou-se nos profissionais de saúde para que os serviços de hospitais e demais unidades sejam mantidos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A chefe do Núcleo de Frio prevê que, caso o Ministério da Saúde siga com seus cronogramas, 60% a 70% da população do DF poderá ser vacinada. “Hoje, o objetivo do Ministério da Saúde é reduzir a morbidade e a mortalidade”. O objetivo neste momento não é vacinar toda a população, e sim reduzir os riscos da doença”, citou. “Tudo depende da vacina”.

Sendo assim, a população foi distribuída pelo GDF em fases. São elas:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
  • Primeira fase: trabalhadores de saúde, pessoas de 75 anos ou mais e idosos acima de 60 anos que vivem em instituições de longa permanência;
  • Segunda fase: pessoas entre 60 e 74 anos;
  • Terceira fase: pessoas com comorbidades (diabetes, câncer, doença cardiovascular e pessoas que passaram por transplante, por exemplo).

Os três grupos somam de mais 600 mil pessoas, o que exigiria mais de 1,2 milhão de doses. A vacinação ocorreria em duas etapas, com intervalo de 15 dias entre uma dose e outra, obrigatoriamente do mesmo laboratório.

Tereza citou que trabalhadores de saúde, de segurança e salvamento, população de rua, população carcerária e trabalhadores do transporte podem ser incluídos a partir da chegada de mais doses da vacina.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
>

A chefe disse também que o DF não pretende parar com as demais campanhas de vacinação, como a da Influenza, por exemplo, enquanto ocorrer a imunização da covid-19.

Armazenamento e transporte

Quanto ao armazenamento das vacinas, elas serão alocadas em uma unidade no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA). O GDF dispõe de caixas de transporte com paredes duras, para evitar acidentes. Elas serão usadas quando os imunizantes forem transferidos do SIA para as 169 salas de vacina.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O GDF espera contar com 7 milhões e 800 mil agulhas e seringas para a vacinação. “Temos quantidade de seringas o suficiente para poder fazer o atendimento”, assegurou o Secretário de Saúde, Osnei Okumoto. Osnei disse que, em conversa com o Ministério da Saúde, a pasta afirmou que tem itens suficientes para atender 70% do país.

O governo também comprou 183 câmaras de vacina para substituir geladeiras anteriormente usadas e fez encomenda de nove câmeras frias de 2 mil litros para armazenamento.

Salas de vacinação

Coordenador da Atenção Primária à Saúde, Fernando Erick prevê as 169 salas de vacinação previstas pelo GDF contemplarão 100% da população. Erick projeta também que as salas ficarão mais cheias quando chegar a vez de o público jovem/adulto se vacinar, porque a população do DF é predominantemente jovem, na visão do coordenador.

As 169 salas de vacina serão sediadas em UBSs, policlínicas, hospitais públicos e privados e outros parceiros, também públicos e privados. Posteriormente, os endereços exatos serão definidos pelo GDF. As salas estão distribuídas da seguinte forma:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
  • Região Sul (Gama e Santa Maria): 22 salas
  • Região Centro-Sul (SIA, Cidade Estrutural, Guará, Park Way, Candangolândia, Núcleo Bandeirante e Riacho Fundo I e II): 15 salas
  • Região Central (Asa Sul e Norte, Vila Planalto, Lago Sul e Norte, Varjão, Cruzeiro, Noroeste, Sudoeste/Octogonal): 21 salas
  • Região Sudoeste (Taguatinga, Vicente Pires, Águas Claras, Arniqueira, Recanto das Emas e Samambaia): 24 salas
  • Região Oeste (Ceilândia, Sol Nascente/Pôr do Sol e Brazlândia): 19 salas
  • Região Norte (Planaltina, Sobradinho I e II e Fercal): 37 salas
  • Região Leste (Paranoá, Itapoã, Jardim Botânico, São Sebastião, Mangueiral): 23 salas

Ainda não há um cronograma de segurança aos idosos que terão de ir às salas de vacina pessoalmente. Também não se sabe se os profissionais de saúde receberão as doses nos locais de trabalho ou se deslocarão às salas. As questões devem ser definidas com a chegada do imunizante.

Entorno

O secretário de Saúde declarou que não pretende separar a população do Entorno no processo de vacinação. Com isso, as salas de vacina devem, sim, abranger os moradores dos municípios vizinhos. “Vai ser impossível separar as pessoas do Entorno do pessoal do Distrito Federal”, declarou Osnei.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade