Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Rafael Parente é exonerado da Secretaria de Educação do DF

Clima não é nada amistoso: Parente agradeceu o “favor” que Ibaneis lhe fez

Publicado

em

Willian Matos
redacao@grupojbr.com

Após desavenças com o governador Ibaneis Rocha (MDB) quanto à militarização das escolas no Distrito Federal, o secretário dê Educação, Rafael Parente, foi exonerado do cargo na última segunda-feira (19).

A decisão não parece ter sido amistosa. Parente anunciou a decisão pelo Twitter dizendo que Ibaneis lhe fez um favor.

“Minha palavra, a minha integridade e os meus valores (inclusive democráticos) são o que tenho de mais valioso na vida”, afirmou.

Ver essa foto no Instagram

Foi lindo enquanto durou! Muita gratidão a todos pelo carinho! ❤️

Uma publicação compartilhada por Rafael Parente (@rafaelparente) em

Nós últimos dias, alguns colégios passaram por votação para decidir se a Gestão Compartilhada (em divisão com a Polícia Militar) passaria ou não a ser o modelo de administração. Duas escolas, CED 407 de samambaia e Gisno, da Asa Norte, foram contrárias à intervenção da PM.

No entanto, Ibaneis passou por cima da votação e disse que implementaria, sim, a militarização nas instituições, e que a votação tem apenas caráter consultivo. A decisão foi o que causou o desentendimento de Rafael Parente com o chefe do Palácio do Buriti.

O atual secretário do Trabalho, João Pedro Ferraz, assumirá a pasta.


Você pode gostar
Publicidade