Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Polícia prende homem que matou ex-companheira na Estrutural

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Ana Lúcia Ferreira
ana.ferreira@grupojbr.com

Está preso Ricardo Rodrigues de Souza Lopes, 21 anos, acusado de matar  a facadas a ex-companheira Natacha Cristina Rocha dos Santos na madrugada desse Natal, dia 25 de dezembro. Ricardo ainda tentou matar a cunhada, Natania Aparecida Rocha dos Santos. Ele estava foragido desde a madrugada do crime, mas se entregou hoje.

De acordo com a corporação, Ricardo Rodrigues estava na casa de  uma avó, em Samambaia. Ele foi recolhido à carceragem da DCCP/PCDF e está à disposição do Poder Judiciário. Além dos crimes de feminicídio e tentativa de homicídio, ele também foi indiciado por posse ilegal de arma de fogo e de munição, localizados em sua residência durante as investigações.

O jovem ainda é suspeito de envolvimento em outros crimes, como roubos e tráfico de drogas na região.  Se condenado, poderá cumprir pena de 20 até 50 anos de prisão.

“Ricardo é uma pessoa extremamente perigosa. Há relatos do envolvimento efetivo dele em roubos e no tráfico de drogas na Estrutural. Com a prisão dele o crime foi elucidado e a família poderá ficar mais aliviada”, afirmou o delegado-chefe da 8ª Delegacia de Polícia (SIA), Rodrigo Bonach,

Ainda de acordo com o delegado, o crime foi motivado pelo inconformismo com o fim do relacionamento de 4 anos com a vítima. No dia do crime, há relatos que Ricardo fez uso de álcool e drogas. Na delegacia, o jovem se manteve calado.

Leia Mais: Minutos depois de matar namorada na Estrutural, jovem se declarou nas redes sociais

Cúmplice foragido

A polícia também procura Antônio de Castro Carneiro, 34 anos, acusado de ser cúmplice do assassino.  No dia do crime, Antônio dirigia o carro e deu fuga  Ricardo. Ele segue foragido.

Antonio de Castro Carneiro, 34 anos, preso por ajudar na fuga de Ricardo Rodrigues Foto: Divulgação/PCDF

Relembre

Natacha Cristina Rocha dos Santos, de 22 anos, foi a 30ª mulher assassinada no Distrito Federal em 2018. Moradora da Estrutural, ela e a irmã, Natânia Aparecida Rocha dos Santos, de 21 anos, foram atacadas a facadas durante a madrugada de Natal. Desde então o principal suspeito era Ricardo Rodrigues, que fugiu do local.

Segundo a polícia, as irmãs foram socorridas por um homem que passava de carro e as avistou ensanguentadas. Ele as levou ao Hospital Regional do Guará (HRGu), mas foi informado de que não havia médico. As vítimas só conseguiram socorro no quartel do Corpo de Bombeiros. Natacha não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, houve 27 vítimas de feminicídio na capital federal até novembro. Em dezembro, já eram duas até o dia 10, conforme noticiou o Jornal de Brasília.

Eles tiveram um relacionamento de 4 anos e, juntos, tinham um filho de 5 meses.

 


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade