fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Operação Panoptes: Polícia Civil mira nova máfia de concursos públicos do DF

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

A Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Deco) deflagou uma operação para coibir um esquema de fraudadores de concursos públicos no Distrito Federal. Batizada de Panoptes, a ação é realizada em várias regiões administrativas e cumpre quatro mandados de prisão preventiva e 15 mandados de busca e apreensão.

Os alvos das prisões preventiva são Helio Garcia Ortiz, Bruno de Castro Garcia Ortiz, Johann Gutemberg dos Santos e Rafael Rodrigues da Silva Matias. Helio Ortiz e Bruno Ortiz, pai e filho, já haviam sido presos em 2005, acusados de liderar a Máfia dos Concursos. Os mandados foram expedidos pela Vara Criminal de Águas Claras.

Há a suspeita do envolvimento de funcionários do Centro de Seleção e de Promoção de Eventos (Cespe) e do Instituto de Desenvolvimento Educacional (Idecan). Em nota, o Cespe informou que é o maior interessado em esclarecer os fatos e que dá todo o apoio à investigação.

As investigações foram iniciadas há três meses quando os investigadores descobriram fraudes, a partir de denúncias, no concurso do Corpo de Bombeiros. A atuação do grupo criminoso injustiça quem se dedicava para garantir uma vaga nos concursos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade