fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Morre agente da PCDF que sofreu acidente de helicóptero no pantanal

Renato chegou a ser internado em um hospital de Cuiabá, mas recebeu alta na quarta-feira (21) e retornou para o Rio de Janeiro, onde mora com a família

Avatar

Publicado

em

Foto: Reprodução
PUBLICIDADE

O agente da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) Renato de Oliveira Souza veio a óbito na madrugada desta terça-feira (27), no Rio de Janeiro. Ele havia sofrido um acidente em 8 de outubro, quando o helicóptero que pilotava caiu no pantanal.

Após o acidente aéreo, Renato chegou a ser internado em um hospital de Cuiabá, mas recebeu alta na quarta-feira (21) e retornou para o Rio de Janeiro, onde mora com a família.

Na noite de segunda-feira (26), ele passou mal e sentiu falta de ar, sendo socorrido posteriormente. O irmão do agente relatou, em áudio enviado aos amigos, que percorreu diversos hospitais do Rio de Janeiro com a ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), antes de conseguir atendimento médico para Renato.

O Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) emitiu uma nota, lamentando a perda. No texto, o órgão lembrou alguns dos trabalhos mais marcantes do agente.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Renato atuou em vários estados, comandando a aeronave Nacional 01. Ele atuou, por meio da Força Nacional, nas Olimpíadas Rio 2016 e em Brumadinho (MG). A última atuação pela Força Nacional foi na Operação Pantanal II, no Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

“O Ministério da Justiça e Segurança Pública reconhece e agradece ao policial Renato de Oliveira Souza por seu profissionalismo e dedicação pelo País. Aos familiares e amigos, manifestamos nosso sentimento de solidariedade”, diz o texto.

Acidente

O helicóptero da Força Nacional que era pilotado por Renato caiu na tarde de quinta-feira (8), no Pantanal mato-grossense. Durante o episódio, a equipe militar presente no  local estava combatendo um incêndio em uma região perto da cidade de Poconé, 104 km de Cuiabá.

Na aeronave estavam presentes o comandante Renato de Oliveira Souza, da PCDF, o copiloto Luiz Fernando Berberick, da PCRJ, e o 2° sargento PM Emerson Miranda Martins, da PM do Rio de Janeiro. Todos apresentaram feridos e foram encaminhados para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI)  do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) de Mato Grosso.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O velório de Renato será na quinta-feira (29/10), às 16h, no Cemitério do Caju, Zona Norte do Rio de Janeiro.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade