fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Ministério Público questiona inversão nas avenidas Samdu e Comercial em Taguatinga

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Após receber abaixo-assinado de 3.342 moradores, o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) entrou com ação nesta segunda (6) para suspender a alteração do fluxo na Avenida Comercial de Taguatinga e Samdu. Desde a última sexta (3), as duas avenidas passaram a ter sentido único. A Avenida Comercial deve ser usada para quem vai ao Taguacenter ou à Avenida Hélio Prates; e a Samdu para quem dirige com destino ao centro e à Elmo Serejo.

Para a promotora de Justiça de Defesa da Ordem Urbanística (Prourb), Selma Leão, o poder público não apresentou estudos prévios que justifiquem a conveniência, e a oportunidade da inversão não demonstrou o interesse público.

Além disso, as audiências públicas não tiveram ampla divulgação e nem participação do MP. “A ausência de estudos ambientais sobre os impactos trazidos pela inversão e a proteção da comunidade também são uma preocupação sensível do MP”, explica.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade