fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Julgamento de transexuais é remarcado para o dia 23/3

A alteração ocorreu em virtude de solicitação das defesas dos réus

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

O julgamento dos réus  Daniel Ferreira Gonçalves, nome social Carolina Andrade ou Carol; Deyvisson Pinto Castro, nome social Lohanny Castro ou Lorrane; Greyson Laudelino Pessoa, nome social Bruna Alencar ou Bruna; Francisco Delton Lopes Castro, nome social Samira; e Letícia Oliveira Santos, que estava previsto para acontecer nesta segunda-feira, (17) foi remarcado para o dia 23 de março., às 9h. 

A alteração ocorreu em virtude de solicitação das defesas dos réus. De acordo com eles algumas mídias do processo não puderam ser acessadas. 

O Ministério Público do DF se manifestou no sentido de manter a sessão de julgamento, uma vez que, de acordo com o promotor, as defesas tiveram conhecimento de tudo que fora produzido nos autos, tendo, inclusive, requerido peças de inquérito. Contudo, com o objetivo de resguardar o devido processo legal e para que não haja eventual alegação de cerceamento de defesa, o juiz determinou a redesignação do dia do julgamento.

O crime ocorreu no dia 26 de janeiro de 2017, no final da tarde, no interior do Centro de Distribuição dos Correios, em Taguatinga Sul. Os acusados, fazendo uso de instrumentos pérfuro-cortantes, desferiram golpes em Wilson (Ághata Lios), causando-lhe ferimentos e levando-o à morte, supostamente em decorrência da disputa pelo ponto de prostituição. Letícia Santos é acusada de ser a mandante do crime.

 

Com informações do TJDFT 


Leia também
Publicidade