fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Ibaneis: “Hospital Oncológico será entregue ainda no nosso governo”

Embalado pela entrega do centro de radioterapia do HRT, governador declarou que obras do Hospital Oncológico começarão “o mais rápido possível”

Willian Matos

Publicado

em

PUBLICIDADE

Na manhã desta quarta-feira (30), o governador Ibaneis Rocha esteve presente na cerimônia de inauguração do centro de radioterapia do Hospital Regional de Taguatinga (HRT). Exaltando a entrega da obra, Ibaneis aproveitou para falar sobre o Hospital Oncológico de Brasília, que deve auxiliar pacientes com câncer do Distrito Federal.

“Amanhã [quinta, 1º] se encerra a licitação do Hospital Oncológico, o que, para mim, é uma honra muito grande”, comentou Ibaneis. Em seguida, o governador disse que as obras se iniciarão “o mais rápido possível”. “Será entregue ainda no nosso governo.”

O deputado Jorge Vianna (Podemos) também falou sobre o Hospital Oncológico e exaltou a inauguração do centro de radioterapia do HRT, afirmando que a unidade ajudará muito o hospital quando ele estiver pronto.

Ainda sobre o centro de radioterapia, Ibaneis disse que a prioridade após a inauguração é acabar com a fila de pacientes, — hoje, mais de 90 pessoas precisam de tratamento de radioterapia no DF. “Hoje mesmo, nós teremos 35 pessoas sendo atendidas aqui.”

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O secretário de Saúde, Osnei Okumoto, relembrou a visita que fez ao HRT no ano passado, antes de ser substituído por Francisco Araújo, preso na operação Falso Negativo. À época, o centro de radioterapia era apenas um projeto. “A gente não tinha nem uma mesa para poder estender a planta”, relembra. “Hoje se torna realidade.”

Também estiveram presentes na cerimônia de inauguração o diretor do HRT, Renato Siqueira, o superintendente da Região de Saúde Sudoeste, Wendel Moreira, o secretário de Governo, José Humberto Pires, o secretário de Atendimento à Comunidade, Severino Cajazeiras, o administrador de Taguatinga, Renato Andrade, dentre outras autoridades.

Sobre o centro

Iniciado em janeiro do ano passado e concluído em abril deste ano — mas só inaugurado agora por conta da pandemia do novo coronavírus, o centro de radioterapia do HRT custou R$ 9,1 milhões. Deve atender 25 pacientes por dia e reduzir uma fila de mais de 90 pessoas.

A obra foi custeada pelo Ministério da Saúde em parceria com o GDF. Dos R$ 9,1 milhões, R$ 3 milhões foram usados na compra do equipamento acelerador linear da empresa norte-americana Varian Medical Systems.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Bunker: paredes de concreto de alta densidade vão impedir que a radiação se espalhe | Foto: Breno Esaki/Agência Saúde




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade