Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Gasolina mais barata causa filas quilométricas em postos do Plano Piloto

Unidades de Asa Norte e Asa Sul do posto Jarjour oferecem desconto

Willian Matos

Publicado

em

PUBLICIDADE

Da redação
redacao@grupojbr.com

Gasolina a R$ 2,93: motivo mais que suficiente para criar filas quilométricas em dois postos da rede Jarjour. As unidades de Asa Norte e Asa Sul iniciaram as atividades às 6h30 e já tinha gente na espera para completar o tanque gastando menos que o normal.

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra um consumidor mostrando a fila

Reprodução/Facebook

O posto estabelece algumas regras para que a situação não fuja do controle. Há limite de 20 litros por veículo e o desconto só vale para pagamento em dinheiro. Ainda: a promoção é válida apenas para gasolina — etanol, diesel e outros não entram na promoção. Galões para comprar o combustível não são permitidos. Uma publicação no perfil oficial do estabelecimento explica com detalhes. Veja:

A ação faz parte da 11ª edição do Dia Livre de Impostos. Além do Jarjour, os shoppings Brasília, Terraço, JK, Taguatinga e Conjunto Nacional participarão da iniciativa, dando até 70% de desconto em roupas, calçados, alimentos e joias.

Dia Livre de Impostos

O Dia Livre de Impostos é uma iniciativa da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL). O projeto busca chamar atenção da sociedade para as altas cargas tributárias no Brasil. Por isso, comerciantes de diversas partes do país vendem mercadorias sem o valor dos impostos.

Entenda o cálculo do valor da gasolina

O preço médio do litro da gasolina no Distrito Federal, atualizado na última segunda (27), é de R$ 4,2990. Sem os impostos, o posto Jarjour vende o combustível a R$ 2,93/litro — mais de R$ 1 real de diferença. Você já viu a somatória de todos os tributos e impostos até a chegada do valor final?

Deste valor de R$ 4,2990, 35% é destinado à Petrobras; 30% ao ICMS/GDF; 15,9% são impostos federais, como PIS, Cofins e CIDE; 12% é referente ao Etanol Anidro (álcool vendido aos postos distribuidores para a mistura na gasolina); o posto/revendedor ganha 6,2% e 0,5% é para a distribuição/frete. Veja na imagem abaixo:

Foto: Divulgação/Sindicombustíveis DF

Você pode gostar
Publicidade
Publicidade
Publicidade