Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Detento da Papuda morre com suspeita de leptospirose

Um detento que cumpria pena na Penitenciária do Distrito Federal I (PDF I), no Complexo da Papuda, morreu na madrugada desse domingo (28). A suspeita é que o preso tenha contraído leptospirose dentro da unidade.

Jorge Wellington Braga de Sousa Silva tinha 37 anos e cumpria pena, em regime fechado, por estupro de vulnerável desde 2016. Segundo advogado do preso, Adriano dos Santos Sousa Silva, ele chegou a ser internado na quinta-feira (25), mas não resistiu.

Adriano explicou que a esposa de Jorge foi avisada sobre a transferência do marido. O defensor falou que os rins do preso chegaram a parar de funcionar e que, posteriormente, os pulmões até ele falecer. Adriano ainda ressaltou que em virtude do formato da pena, “não existe a possibilidade de Jorge ter contraído a doença em outro local”.

O corpo do detento foi encaminhado para necrópsia e após ser liberado será sepultado. Segundo o advogado, o procedimento deve ocorrer nesta terça ou quarta-feira. O laudo sobre a causa da morte será feito pelo Instituto Médico Legal (IML) e deve ficar pronto em até 30 dias.

Jorge Wellington Braga de Sousa Silva era casado e pai de uma menina de 7 anos.

O crime

Jorge Wellington Braga de Sousa Silva cumpria pena pelo estupro de vulnerável. O crime ocorreu em Samambaia e a criança era o filho da irmã da esposa do preso. A denunciante foi a avó materna.

Você pode gostar
Publicidade