fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Deputados da CLDF prestam homenagens aos profissionais da educação neste dia 15

Vale lembrar,  que a sessão aconteceu de maneira remota devido à pandemia de Covid-19

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Esta quinta-feira (15), data em que é comemorado o dia dos professores, foi marcada por homenagens nos discursos feitos pelos deputados da Câmara Legislativa aos profissionais da educação. Vale lembrar,  que a sessão aconteceu de maneira remota devido à pandemia de Covid-19.

Filha de professora vinculada à rede pública de ensino, a deputada Júlia Lucy (Novo) destacou a importância da profissão em sua vida. “Tudo o que eu sou, devo à educação”. Além disso, a parlamentar expressou o desejo de “vir a dar aulas um dia”. Segundo a distrital, é necessário que o exercício de lecionar seja mais incentivado no país. “Precisamos respeitar e valorizar, inclusive financeiramente, essa profissão.”

Já o presidente da CLDF, o deputado Rafael Prudente (MDB), parabenizou os profissionais da área e revelou que apresentou uma proposição para tratar da prorrogação do prazo dos contratos dos professores temporários que trabalham na rede pública, e que tem vencimento marcado para 28 de janeiro próximo. “A ideia, seguindo a legislação em vigor, é que a prorrogação compreenda todo o ano de 2021, até a realização de um concurso público”, explicou, conclamando os colegas a apoiarem a iniciativa.

O deputado Chico Vigilante (PT) utilizou o espaço de fala durante a sessão para sua homenagem contar casos da atuação dos professores de ensino em situações adversas, como acontece no Amazonas, em que muitos profissionais são obrigados, geralmente, a viajar em torno de quatro horas de barco para levar material de educação até os estudantes. Além disso, lembrou de casos que acontecem no Distrito Federal, e reforçou sobre a importância do projeto Caixinha de Conhecimento, realizado na região do Sol Nascente.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em seu discurso, a deputada Arlete Sampaio (PT) comentou sobre a atuação do Sindicato dos Professores (Sinpro).  “Acredito na ação coletiva e o Sinpro tem cumprido um papel essencial, não apenas na defesa de interesses corporativos, mas na defesa da educação pública, democrática e libertadora”, afirmou. Por fim, destacou “o esforço das professoras e professores que estão trabalhando muito e se reinventando durante a pandemia”.

O distrital  Leandro Grass afirmou  que para ele é um honra exercer essa função. E aproveitou o momento para declarar ter visto algumas práticas pedagógicas da rede pública de ensino do DF”que estão entre as melhores do mundo”. Ao final, o deputado Prof. Reginaldo Veras, falou sobre o Centro de Ensino Especial 2, na Ceilândia, declarou ter “orgulho de ser professor”.

 




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade