Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Segundo dia do Exame Nacional do Ensino Médio

Os candidatos devem responder, neste segundo dia de prova, 45 questões de matemática e suas tecnologias, e 45 questões de ciências da natureza

Por Amanda Karolyne 12/11/2023 3h09
Portão prestes a se fechar e alguns candidatos chegando, minutos antes das 13h – Foto: Jornal de Brasília/Amanda Karolyne

Começou a segunda etapa do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), neste domingo (12). Os portões fecharam às 13 horas da tarde em ponto, e a prova, que teve início às 13h30, vai até as 18h30. Os candidatos devem responder, neste segundo dia de prova, 45 questões de matemática e suas tecnologias, e 45 questões de ciências da natureza.

Com aspiração de uma mudança de vida, a militar Renata Félix, 37, está fazendo o Enem pela segunda vez. “Fiz antes na adolescência quando era um outro metodo”, explica. Agora, ela acredita ter mais maturidade e que o sistema da prova melhorou, já que antes era um dia só para todas as matérias. “Antes era bem mais corrido, apesar de ainda hoje ser uma prova bem extensa que demanda bastante energia, mas hoje está melhor nesse novo formato, da para tranquilizar quem vai fazer”.

Na foto Renata Felix na entrada da prova do Enem – Foto: Jornal de Brasília/Amanda Karolyne

Renata está fazendo o Enem, com o foco em passar na área fitness de saúde, e pretende fazer o bacharelado de educação física. Ela lembra que o primeiro dia foi bem cansativo mas acrescenta que foi bem tranquilo. “A redação foi o que eu mais gostei, porque olhou para a gente de um modo diferente, eu em particular tenho dois filhos homens e sou mae solo com eles, enfrento isso todos os dias”. Ela conta que teve a oportunidade de escrever sobre o que aplica em casa. “Ensino para meus filhos que essas atividades não remuneradas fazem parte da vida, da construção da sociedade e tem que fazer quem tem mais disponibilidade e tempo hábil, e não ser obrigação da mulher”.

Marinalva Alves da Silva de Andrade e o filho, na entrada do Enem – Foto: Jornal de Brasília/Amanda Karolyne

Marinalva Alves da Silva de Andrade, 47 anos, cabeleireira, foi deixar a filha, Ana Paula, 20 anos, na porta da universidade UniCeub de Taguatinga. É a terceira vez que a filha realiza o exame, e Marinalva sempre vem apoiar a estudante. “Para dar força para ela, a família fica unida. E ela se sente acolhida”. Marinalva e o filho ficaram aguardando os momentos que sucederam o fechamento do portão, para ficar de prontidão se Ana Paula precisasse de alguma coisa.

A mãe conta que Ana Paula ficou nervosa ao longo da semana, porque sempre fica assim em todas as provas. “Mas percebi que do primeiro Enem que ela fez, para esse, ela está mais tranquila”. A mãe tenta aparentar mais tranquilidade, e acredita no potencial da filha. “Se for da vontade de Deus, vai dar certo, porque estudar, ela estudou o ano todo”. Ana Paula quer ser estudante de medicina.

Foto: Jornal de Brasília/Amanda Karolyne

A Letícia Ribeiro, 16 anos, é treineira e veio fazer a prova do segundo dia com mais cautela. “Tenho dificuldade com exatas”, comenta. O primeiro dia do exame foi tranquilo para ela, que achou o tema bem importante e necessário. Letícia pretende cursar arquitetura quando acabar o Ensino Médio.

Os gabaritos oficiais das provas objetivas vão ser divulgados a partir do dia 24 de novembro. O resultado dos dois dias de prova, vai estar disponível na Página do Participante do Inep, no dia 16 de janeiro de 2024.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar