Brasília

Secretaria de Saúde reduz aplicação da primeira dose de vacina no DF

Doses restantes serão guardadas para aplicação da segunda dose

Por Willian Matos 23/02/2021 11h30
Drive-thru vacina idosos acima de 80 anos. Foto: Vítor Mendonça/Jornal de Brasília Foto: Vítor Mendonça/Jornal de Brasília

A Secretaria de Saúde será obrigada a reduzir a aplicação da primeira dose da vacina contra a covid-19 no Distrito Federal. A pasta fez o anúncio na manhã desta terça (23), e a medida já é válida a partir de hoje.

As doses contidas no banco da pasta ficarão reservadas para a segunda dose, cuja aplicação está mantida. A SES afirmou que a aplicação da primeira dose não está totalmente suspensa. “Elas estão sendo aplicadas no público-alvo estabelecido, que está numericamente reduzido”, disse a pasta, em nota. “Algumas faltas pontuais e localizadas são resolvidas com remanejamento de doses”, prosseguiu.

O GDF esperava receber novas doses da Coronavac nesta terça (23), mas o Ministério da Saúde adiou a chegada e sequer deu uma previsão exata, tampouco quantas doses virão no lote.

A vacinação é interrompida no momento em 116.604 pessoas receberam a primeira dose, e 23.791 tomaram a segunda. Isto é, para concluir a vacinação em duas doses de todas as pessoas que já receberam a primeira, a SES precisaria receber novos lotes. Porém, a pasta garante que “todos os vacinados com a primeira dose têm a aplicação da segunda dose garantida.

O DF usa, atualmente, duas vacinas: a Coronavac e a de Oxford. A Coronavac exige aplicação em até 28 dias entre uma dose e outra; já a de Oxford tem um prazo maior — 90 dias.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar