Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

PRF apreende 2690 unidades de cigarros eletrônicos, os famosos ‘PODs’

A comercialização, a importação e a venda de dispositivos eletrônicos para fumar são proibidos no Brasil

Na manhã deste domingo (21), a PRF, realizando ronda na BR 040, deu ordem de parada a um veículo. Após entrevistar o condutor do veículo, os policiais perceberam o nervosismo do homem de 31 anos e realizaram uma busca no porta-malas do veículo.

A equipe PRF encontrou, ao abrir o bagageiro, diversos cigarros eletrônicos das marcas Hypnos 1500 PUFFS; NIKBAR 1500 PUFFS, NIKBAR 600.

Os ‘PODs’, como são conhecidos entre os usuários, vêm se popularizando cada vez mais, mesmo que a venda e o uso sejam proibidos no Brasil. O motivo? Uma promessa de que o uso dos cigarros eletrônicos fazem menos mal a saúde, já que tem uma ‘fumaça fria’. Além disso, o objeto é descartável. Os ‘Puffs”, acoplados ao nome, correspondem à quantidade de ‘puxadas’ de fumaça suportada, já que o vaporizados possui um cartucho pré-carregado, quanto maior a capacidade, mais caro o ‘Pod’ é.

O motorista informou aos policiais que trazia a mercadoria do Paraguai, e que comprou os produtos na quinta-feira (18), em Pedro Juan Caballero, para revender em Brasília.

Os policiais realizaram a contagem dos cigarros eletrônicos totalizando 2690 unidades, um valor estimado em R$200.000,00 (duzentos mil reais). Como a comercialização, a importação e a venda de dispositivos eletrônicos para fumar são proibidos no Brasil, a prática então é considerada contrabando.

A PRF apreendeu os cigarros eletrônicos e encaminhou para a Receita Federal.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar