Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

PCDF prende foragido que agrediu mulher após descobrir traição

O homem,que era procurado desde novembro de 2021, foi submetido aos procedimentos legais na delegacia e recolhido à carceragem da PCDF

Agosto Lilás: Uma em cada quatro mulheres sofreu algum tipo de agressão durante a pandemia Imagem ilustrativa

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), deflagrou, na tarde dessa terça-feira (18), uma nova fase da Operação Procurados, que cumpriu um mandado de prisão contra um homem de 34 anos, acusado de violência doméstica e familiar. Após denúncia anônima, o criminoso foi encontrado residindo na Rua 5 de Vicente Pires.

Segundo as autoridades, o autor desconfiava que sua companheira estaria mantendo um relacionamento extraconjugal com outro homem. Para confirmar as suspeitas, o indivíduo clonou a conta de whatsapp da vítima e passou a acessar o aparelho.

Após confirmar as suspeitas de traição, o autor passou a agredir e causar pressão psicológica sobre a vítima. “Para forçar a companheira a confessar a traição, o envolvido rasgou diversas roupas dela, além de injuriá-la e agredí-la violentamente com tapas, socos, murros, pancadas na cabeça, pisadas, além de atos de sufocamento durante cerca de quatro horas”, conta o delegado-chefe da 38ª DP, João Ataliba Neto.

O homem foi condenado criminalmente em primeira instância, tendo sido a sentença confirmada em segunda instância pelo TJDFT. “Quando dos fatos, a vítima possuía 30 anos e convivia com o autor há 13 anos. Eles moravam em Vicente Pires e têm uma filha, menor, de 7 anos. Em razão da violência praticada, a vítima teve que ser socorrida ao HRT, onde foi internada na área de ginecologia por conta das lesões sofridas no nariz, pescoço, dorso, tórax, braços, mãos, pernas, pés e genitália”, destaca o delegado Ataliba.

A expedição da prisão pelo judiciário se deu após o trânsito em julgado da decisão que condenou o acusado a pena de quatro anos e oito meses de reclusão, em regime inicial fechado, pelos crimes de tortura e invasão de dispositivo telemático, ambos praticados em situação de violência doméstica e familiar contra a mulher.

O homem,que era procurado desde novembro de 2021, foi submetido aos procedimentos legais na delegacia e recolhido à carceragem da PCDF, onde permanece à disposição da Justiça.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar