Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

PCDF mira grupo que incendiava lanchas de propósito para lucrar com o seguro

Em um dos casos, os suspeitos lucraram R$ 750 mil. Uma lancha foi apreendida na manhã deste sábado (17)

Por Willian Matos 17/04/2021 9h31
Foto: Divulgação/PCDF

A Polícia Civil (PCDF) realizou, na sexta-feira (16), mais uma operação contra um grupo que causava acidentes propositais em veículos para arcar com a indenização paga por seguradoras de automóveis. Uma lancha foi apreendida na manhã deste sábado (17).

Segundo as investigações, o grupo provocava acidentes de propósito envolvendo dois carros. Eles batiam os veículos um no outro, sempre atingindo o eixo central, o que configura perda total. Sem perceber o golpe, as seguradoras cobriam financeiramente os automóveis.

O grupo criminoso age há dois anos. Em dezembro 2019, os acusados inovaram e decidiram incendiar uma embarcação de 50 pés às margens do Lago Corumbá, em Caldas Novas-GO, o que lhes deu R$ 750 mil.

Foto: Divulgação/´PCDF

Nove meses depois, a PCDF fez a primeira operação contra o bando e encontrou os motores e rabetas da lancha incendiada em uma oficina de um clube no Setor de Clubes Esportivos Sul (SCES). As investigações apontaram que outra embarcação havia sido queimada em fevereiro de 2019. O motor dela foi retirado e colocado na lancha apreendida neste sábado (17).

Para dificultar as investigações, o bando registrava ocorrências na PCDF. Eles se revezavam entre motoristas, segurados e recebedores da indenização. Dentre os veículos atingidos, estão três BMWs, uma Porsche e um Chrysler. Os acidentes ocorriam sempre à noite e em lugares pouco movimentados, como o Setor de Clubes Sul e a DF-140, próximo à Papuda.

Não há mais informações sobre os membros do grupo criminoso.

Marinha do Brasil auxiliou a PCDF na operação. Foto: Divulgação/PCDF

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar