Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Operação Xangai prende 5 pessoas por furto em residência

Eles foram responsáveis por sete furtos de apartamentos de chineses no Distrito Federal, localizados no Guará, Taguatinga e Águas Claras

Por Guilherme Gomes 17/03/2021 8h05
Foto: divulgação/PCDF

A Divisão de Repressão a Roubos e Furtos – DRF deflagrou, na manhã desta quarta-feira (17), a Operação Xangai, que resultou na prisão de cinco pessoas que furtavam casas de chineses em todo o Brasil. Além das prisões, foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão.

Dois mandados de prisão preventiva foram cumpridos em Campo Grande (MS), outros dois em Brasília e um mandado de prisão temporária em São Paulo (SP). O grupo atuava desde 2015 e já havia praticado furtos nos estados de São Paulo, Ceará, Pernambuco, Santa Catarina e Minas Gerais.

A Operação Xangai é um desdobramento da Operação Pequim, deflagrada pela PCDF em novembro de 2020. Na ação, três criminosos foram presos em São Paulo (SP). Eles foram responsáveis por sete furtos de apartamentos de chineses no Distrito Federal, localizados no Guará, Taguatinga e Águas Claras.

Para conseguir acesso ao condomínio, na portaria eles se identificavam como entregadores ou parentes da vítimas, que são chineses e comerciantes. A partir daí, arrombavam as portas dos apartamentos.

De acordo com a Polícia Civil, quando somado todos os crimes, os autores subtraíram das vítimas uma quantia de 800 mil reais. Todos os presos foram indiciados por associação criminosa e sete delitos de furto qualificado.

A polícia informou que, em muitos casos, comerciantes chineses escondem dinheiro em espécie dentro de casa. Alguns são imigrantes, não possuem documentos regularizados no Brasil.

Imagens cedidas pela PCDF

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar