Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Número de denúncias de homotransfobia no DF cai em 2020

O Atlas ressalta a dificuldade de se obter dados confiáveis em relação a violência contra LGBT’s

Por Geovanna Bispo 17/05/2021 5h08
Foto: Agência Brasil

Considerada crime apenas 2019 pelo Supremo Tribunal Federal (STF), a homotransfobia apresentou queda de 22% no número de denúncias em 2020 (391) em comparação a 2019 (505). Porém, se considerarmos julho de 2019, quando a decisão foi tomada, até novembro de 2020, houve aumento de 39,59%.

Essas informações são do Atlas da Violência 2020, que colhe dados do Disque 100, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MDH) e do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan). Mesmo trazendo os números, o Atlas ressalta a dificuldade de se obter dados confiáveis em relação a violência, já que a maioria das instituições públicas que cuidam e investigam o crime não dispõe de dispositivos que facilitem a coleta de informação.

A Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal considera que o número de denúncias abaixaram com o surgimento da pandemia e a aplicação do distanciamento social. Segundo dados da própria secretaria, 29% dos casos ocorrem em vias públicas, o que, com as medidas de combate a covid-19, teria feito com que os casos diminuíssem.

Ainda assim, é necessário considerar que, próximo aos casos de agressões em vias públicas, também se encontra as violências dentro de casa ou locais residenciais, com 28%.

Crimes

Injúria, crimes de ameaça e lesão corporal dolosa foram os crimes mais comuns em 2020. Neste ano, ameaça e injúria chegaram a quase 20% dos casos. Enquanto lesão corporal dolosa teve 13%.






Você pode gostar