Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Metade das mortes por covid ocorridas hoje é de moradores de Ceilândia

Boletim da Secretaria de Saúde traz os números atualizados da doença; GDF inaugurou hospital de campanha no Gama

Por Willian Matos 07/05/2021 6h29
Foto: André Coelho/AFP

O boletim de óbitos por covid-19 divulgado nesta sexta-feira (7) pela Secretaria de Saúde mostra que metade das mortes causadas pela doença ocorreram na região de Ceilândia.

A Secretaria opta por divulgar os óbitos divididos em dois boletins: um deles mostra as mortes ocorridas e notificadas nesta sexta (7); o outro traz os óbitos que ocorreram em dias anteriores, mas que a causa da morte foi definida somente hoje.

Desta forma, o Distrito Federal somou oito mortes ocorridas e já notificadas hoje. Destas, quatro são de moradores de Ceilândia. Há ainda uma morte registrada no Sol Nascente. As outras três foram registradas e Taguatinga, Cidade Estrutural e Paranoá.

Imagem: Divulgação/SES-DF

Além dos oito óbitos ocorridos hoje, a Secretaria de Saúde registrou 30 casos de vítimas que perderam a vida para doença em dias anteriores. Destes, 7 eram moradores de Ceilândia e um do Sol Nascente. Veja na tabela:

Imagem: Divulgação/SES-DF

Números gerais

Até às 17h de hoje, a capital chegou a 384.851 casos de infecção pela covid-19. 8.056 destes infectados não resistiram e vieram a óbito. 368.247 estão recuperados.

São 820 novos casos em relação ao dia anterior.

Para minimizar os efeitos da pandemia, o GDF inaugurou nesta sexta (7) um dos três hospitais de campanha prometidos em março. A unidade do Gama, com 100 leitos voltados para pacientes com covid, já está em funcionamento.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A nova unidade de saúde não terá 100 leitos de unidade de terapia intensiva (UTI), mas, sim, de unidade de cuidado intermediário (UCI). Esse tipo de leito será direcionado aos pacientes que são monitorados com quadro clínico de risco moderado, ou seja, precisam de cuidados intermediários entre a internação e a unidade de terapia intensiva.

A expectativa do governo é inaugurar a segunda unidade, em Ceilândia, na semana que vem.






Você pode gostar