Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Marinésio vai a júri popular nesta segunda-feira

Autor de dois feminicídios no DF, Marinésio Olinto será julgado nesta segunda (21) pela morte de Letícia Curado

Por Willian Matos 21/06/2021 8h19
Marinésio dos Santos Olinto, 41 anos, confessou que matou duas mulheres em 2019. Foto: Divulgação/PCDF

Marinésio Olinto dos Santos, conhecido no Distrito Federal por estuprar e matar mulheres, vai a júri popular nesta segunda-feira (21) pela morte da estudante de Direito Letícia Sousa Curado de Melo, ex-funcionária terceirizada do Ministério da Educação. O julgamento será no Tribunal do Júri de Planaltina. A sessão começa às 9h.

O crime ocorreu em agosto de 2019. Era uma sexta-feira quando Marinésio encontrou Letícia em uma parada de ônibus de Planaltina e ofereceu transporte a ela até o Plano Piloto. No meio do caminho, o homem desviou a rota e tentou abusar sexualmente da vítima, matando-a em seguida.

O marido e o filho de Letícia procuraram pela vítima durante todo o fim de semana, até que, na segunda-feira seguinte, o crime foi elucidado. O corpo da vítima estava em uma manilha próximo a uma fábrica de sementes na região do Vale do Amanhecer. Marinésio ainda roubou os pertences da mulher.

Em setembro de 2019, o Ministério Público (MPDFT) denunciou Marinésio pelo homicídio quintuplamente qualificado de Letícia. Ele foi acusado de feminicídio com as agravantes de motivo torpe, meio cruel, dissimulação e crime praticado para assegurar impunidade de outro crime, além de também responder por tentativa de estupro, furto e ocultação de cadáver.

Caso Marinésio seja condenado, a pena pode ultrapassar 40 anos de reclusão. O assassino confesso também foi denunciado pelo homicídio de Genir Pereira de Sousa, em Planaltina, e por uma tentativa de estupro em Sobradinho. Ele já foi condenado por um estupro e, atualmente, está preso preventivamente pelo assassinato de Letícia.






Você pode gostar