Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Ibaneis quer destinar a professores próximo lote de vacinas

Diretora do Sinpro diz que retorno presencial só após a segunda dose

Por Catarina Lima 12/05/2021 7h35
Foto: Bulent Kilic/AFP

A tão aguardada vacinação dos professores pode estar próxima. Durante a inauguração do Complexo Viário Governador Joaquim Roriz, o chefe do Executivo, Ibaneis Rocha, disse que os professores serão imunizados com o próximo lote de vacinas que chegar ao Distrito Federal.

“A nossa expectativa é que com a chegada de novas doses a gente comece a vacinar os professores e logo em seguida também os rodoviários. Este programa está sendo elaborado com as participações das secretarias de Saúde e de Educação para que na chegada das próximas doses a gente já comece a imunizar os professores, porque nós que queremos retomar as aulas presenciais no mês de julho, logo depois do recesso e, para isso, temos que ter nossos professores imunizados”, garantiu

A diretora do Sindicato dos Professores (Sinpro), Rosilene Correa, disse que a categoria espera a vacinação para retornar ao trabalho presencial. A representante da categoria – composta por 35 professores entre efetivos e temporários –, lembrou, no entanto, que só depois de receber as duas doses será possível retornar às salas de aula. Isto significa que se os professores receberem o imunizante da CoronaVac ou da Pfizer o retorno pode ser em 28 dias após o início da imunização. Mas se a imunização for com a vacina da AstraZeneca, a volta às aulas presenciais só acontecerá três meses após a administração da primeira dose, uma vez que o intervalo entre a primeira e a segunda dose da vacina anglo-sueca é de três meses.

Túnel de Taguatinga

Uma das obras mais importantes da gestão do governador Ibaneis Rocha, o túnel de Taguatinga, deverá ser entregue no primeiro semestre de 2022, próximo ao término do mandato do governador Ibaneis. “A previsão que nos foi passada é que será entregue em maio. A obra está bastante adiantada, inclusive com relação ao cronograma. Nós temos convicção de que a empresa vai entregar no prazo correto”, frisou o governador. A obra que começou em julho de 2020 custará 275,7 milhões e até a sua entrega a previsão é gerar 1,7 mil empregos.






Você pode gostar