Menu
Brasília

GDF e setor produtivo premiam empresas do Programa DF+

Nesta quarta, foram entregues os certificados a 277 empresas concluintes do programa DF+ Produtivo e outras 12 do DF+ Eficiente

Amanda Karolyne

22/05/2024 18h05

Foto: Divulgação

O Governo do Distrito Federal (GDF) e o setor produtivo premiaram e certificaram, nesta quarta-feira (22), as 287 empresas participantes do Programa DF+. Criado em 2019 e em operação desde 2020, o projeto tem o objetivo de aumentar a produtividade e estimular a inovação desses empreendimentos através de consultorias gratuitas. A cerimônia foi realizada no auditório do Senai de Taguatinga Norte.

Na ocasião, ainda ocorreu a exposição de produtos de nove empresas que passaram pelo programa. O Programa DF+ é uma iniciativa da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do DF em conjunto com a Fundação de Apoio à Pesquisa do DF (FAP-DF), em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial do Distrito Federal (Senai-DF), que executa o projeto.

A iniciativa é dividida em três consultorias: DF+ Produtivo, DF+ Avançado e DF+ Eficiente. Nesta quarta, foram entregues os certificados a 277 empresas concluintes do programa DF+ Produtivo e outras 12 do DF+ Eficiente.

O secretário de estado de governo, José Humberto Pires Araujo, esteve presente na solenidade e, para ele, essa iniciativa é fundamental, já que o desafio é cada vez maior na competição e o mercado é exigente com os produtos de qualidade. “O Brasil vive um momento que precisa de aumento de produtividade, e de melhoria de qualificação dos profissionais”.

Segundo o secretário, o apoio do DF a essas empresas oferece novos caminhos e condições para que elas possam se manter atualizadas. “Porque,se você não tiver produtos de qualidade, preços competitivos, pessoas especializadas e uma gestão eficaz para obter os resultados, dificilmente as empresas ficarão de pé”.

Luciano Araújo é um dos empresários que participaram da iniciativa. Ele é dono da Gráfica Esperança, e conta que o programa trouxe uma revolução para o empreendimento. “Nós fizemos uma grande mudança na parte estrutural”. 

Luciano afirma que uma das melhorias obtidas com a iniciativa foi na questão do retrabalho. “Nós fizemos alguns fluxos dentro da empresa, posicionamos algumas coisas mais próximas, ferramentas mais próximas das máquinas. Conseguimos criar um fluxo que favorecesse a produção de todos os trabalhos”. 

Ele faz parte da diretoria do Sindicato das Indústrias Gráficas do DF, o SindiGraf e foi convidado a fazer parte do projeto DF+. “Casamos a necessidade com o programa”. 

Desde 2020, o programa já realizou 315 consultorias em mais de 37 mil horas de atendimento. Para participar, as empresas precisam fazer uma autoavaliação no portal. Depois disso, um consultor do Senai-DF entrará em contato para confirmar a adesão e, caso a empresa atenda os requisitos exigidos pelo programa, como ter um processo produtivo em operação no momento da consultoria, ela será selecionada. Para mais informações, basta acessar o site do DF+.

    Você também pode gostar

    Assine nossa newsletter e
    mantenha-se bem informado