Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Fábrica Social abre mais um ano letivo

A cerimônia foi marcada com a entrega simbólica, por parte de Ibaneis, de 100 novas máquinas adquiridas com recursos de emenda parlamentar

Foto: Agência Brasília

A Fábrica Social, projeto de capacitação profissional do Governo do Distrito Federal (GDF) capitaneado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda (SEDET), deu início há mais um ano letivo. O programa forma alunos no segmento têxtil (corte e costura) em situação de vulnerabilidade social.

Este ano, a Fábrica Social recebe 400 novos alunos, que se juntam aos 200 já matriculados. A cerimônia foi marcada com a entrega simbólica, por parte do governador Ibaneis Rocha, de 100 novas máquinas adquiridas com recursos de emenda parlamentar. Além disso, serviu para que os novos alunos vissem o espaço reformado pelo RenovaDF.

O evento também contou com a entrega de mil lençóis para as unidades hospitalares da Secretaria de Saúde e mil uniformes para os servidores de quatro administrações regionais: Taguatinga, Sol Nascente, Ceilândia e Samambaia, todos produzidos pelos alunos da Fábrica Social em 2023.

Segundo o secretário de Trabalho e Renda, Thales Mendes, a expectativa é que a Fábrica possa confeccionar mais 60 mil lençóis para a Secretaria de Saúde por meio de um termo de cooperação técnica. A fabricação vai gerar um impacto de R$ 30 milhões de economia aos cofres públicos.

“Vamos começar com os lençóis, passar para os cobertores e, depois, para os travesseiros até toda a parte de enxoval utilizado pelos técnicos de enfermagem, médicos e assistentes. A nossa ideia é fabricar tudo aqui na Fábrica Social”, afirmou Thales.

O chefe da pasta completou sobre os benefícios recebidos pelos alunos: “Os alunos recebem uma bolsa de incentivo de R$ 304,00, com passagem e todo material de segurança. Na fase final, eles recebem por produção, na medida que eles vão se profissionalizando a gente vai influenciando no processo de empreendedorismo, podendo assim financiar até as máquinas no seu próprio trabalho”.

O governador Ibaneis, presente no evento, destacou os planos de ampliar o projeto: “Estamos fazendo um belo trabalho na parte de qualificação profissional aqui no Distrito Federal. Recentemente fomos premiados pelo RenovaDF e, certamente, esse projeto da Fábrica Social merece, sim, e será ampliado para pelo menos mais dois polos aqui no DF, atendendo Ceilândia e Planaltina”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Há a previsão de lançamento de uma unidade de pré-moldados no Complexo Penitenciário da Papuda no primeiro semestre e até o final do ano em Ceilândia. A ampliação é importante para que a gente possa atingir uma população cada vez maior e carente do DF que precisa se qualificar para o mercado de trabalho”, completou Ibaneis.






Você pode gostar