Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Estelionatários compraram R$ 400 mil em botox usando dados de médicos

Um casal e um terceiro homem foram presos temporariamente na semana passada

Foto: Divulgação/PCDF

Os estelionatários presos na última quinta-feira (21) compraram R$ 400 mil em produtos de estética, como botox e ácido hialurônico, usando dados de médicos e dentistas. Na operação, batizada de Full Face, a Polícia Civil (PCDF) prendeu temporariamente três pessoas, sendo um casal e um terceiro homem.

Os produtos para procedimentos estéticos faziam parte do estoque do grupo. Os os integrantes do bando são especializados em falsificação de documentos; abertura de contas em bancos com os documentos falsos; abertura de empresas mediante “laranjas”; e uso de dados de médicos e de dentistas para a compra de produtos estéticos, revendidos posteriormente com preço abaixo do mercado. Com o dinheiro oriundo das fraudes, o grupo comprava veículos de luxo.

Carimbos falsos usados pelo grupo. Foto: Divulgação/PCDF

As fraudes vinham ocorrendo há cerca de dois anos no DF e no Estado de Goiás. As investigações começaram há dois meses após um banco informar as autoridades que um documento falso, com dados de um cidadão de São Paulo-SP, foi usado na instituição.

Na semana passada, as prisões temporárias foram realizadas em Samambaia e Santa Maria. Também houve ordens de busca e apreensão, cumpridas nestas duas regiões, além de Águas Claras e Goiânia-GO.

Os autores poderão responder pelos crimes de falsificação de documento, falsidade ideológica, estelionato, associação criminosa e lavagem de dinheiro.








Você pode gostar