Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Covid: DF deve receber mais 43 mil vacinas até quarta-feira (28)

Ainda de acordo com o secretário, mil dessas doses serão para gestantes que tomaram a primeira dose da AstraZeneca

Por Geovanna Bispo 26/07/2021 3h46
Foto: Breno Esaki/Agência Saúde-DF

O Distrito Federal deve receber mais 43 mil doses de vacinas contra a covid-19 até quarta-feira (28). Segundo o secretário da Casa Civil, Gustavo Rocha, essas doses permitirão com que a idade do grupo de imunização seja diminuída para 35 anos a partir de quinta-feira (29).

Ainda de acordo com o secretário, mil dessas doses serão para gestantes e puérperas que tomaram a primeira dose da AstraZeneca. Nesta segunda-feira (26), o Ministério da Saúde recomendou a intercambialidade de doses para a segurança do grupo. Além dessas, o DF deve receber 122.960 vacinas exclusivas para segundas doses.

A partir desta terça (27), a Secretaria de Saúde irá realizar a antecipação da imunização de seis mil professores que tomaram o imunizante da AstraZeneca. Quinta também será realizada uma repescagem dos profissionais da educação que não tomaram a vacina na Janssen.

Segundo Rocha, a meta é que, até o fim de agosto, 290 mil pessoas terminem o ciclo vacinal na capital.

No último domingo, a secretária finalizou o mutirão de vacinação contra a covid-19. De sexta a domingo, foram 138.807 doses aplicadas, sendo 112.610 primeiras doses e 26.197 segundas doses.

Junto a Gustavo, o secretário da Saúde, Osnei Okumoto, agradeceu o empenho das equipes de saúde que atuaram no mutirão. “Agradeço a dedicação dos profissionais de saúde da rede pública, parceiros da Secretaria de Saúde e voluntários, que não mediram esforços para que tudo desse certo, com segurança e tranquilidade”, afirmou o secretário.

Atualizações

O número de óbitos na semana passada por covid-19 no Distrito Federal caiu 22%, se comparado com há duas semanas atrás. O Índice de Transmissibilidade está em 0,97. Vale lembrar que, acima de 1, a taxa indica que a pandemia está tendendo a avanças. Em momento mais crítico da pandemia, o índice chegou a 1,38.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Atualmente, existem sete pessoas na lista de espera para Unidade de Terapia Intensiva (UTIs), porém com 43 vagas. Isso ocorre porque essas pessoas ainda aguardam os resultados oficiais de contaminação com a covid-19.






Você pode gostar