Menu
Brasília

Confira a relação de itens prioritários para ajudar as vítimas de chuvas no Rio Grande do Sul

O Governo do Distrito Federal (GDF) disponibiliza diversos pontos para coleta de doações (confira mais abaixo)

Redação Jornal de Brasília

04/06/2024 19h01

Itens de higiene pessoal estão entre as principais demandas da população atingida pelas chuvas no Rio Grande do Sul | Foto: Matheus H. Souza/Agência Brasília

A lista de necessidades prioritárias para as vítimas das enchentes que atingiram o estado nos últimos meses foi atualizada pelo Governo do Rio Grande do Sul. Os brasilienses interessados em auxiliar o povo gaúcho podem contribuir com esses donativos, essenciais para atender à população desabrigada e demais afetados pela tragédia. Para isso, o Governo do Distrito Federal (GDF) disponibiliza diversos pontos para coleta de doações (confira mais abaixo).

Segundo o portal SOS Enchentes, vinculado ao governo gaúcho, entre as principais demandas atuais estão: cesta básica, cobertores, roupas íntimas novas (masculinas e femininas), meias, água sanitária, sabão em pó, escova e pasta de dente, desodorante e xampu.

Também são bem-vindas as doações de kits de limpeza (um litro de desinfetante, 500 ml de detergente líquido, esponjas e panos de limpeza) e de higiene pessoal (um pacote de absorventes femininos, um aparelho de barbear, quatro rolos de papel higiênico, repelente e álcool gel). O ideal é realizar a entrega do kit pronto, pois dispensa as etapas de triagem e montagem, agilizando o repasse do material às comunidades em vulnerabilidade.

Além disso, o governo gaúcho também pede a doação de materiais de limpeza e outros itens, como colchões (novos ou em bom estado), roupa de cama e banho, e fraldas (infantis e geriátricas).

No caso de medicamentos, as doações devem ser feitas exclusivamente por meio de organizações não governamentais (ONGs), laboratórios farmacêuticos, distribuidoras de medicamentos e por estados e municípios. Por enquanto, não são aceitas doações de remédios por pessoas físicas.

Cabe ressaltar que, de acordo com o governo do Rio Grande do Sul, os estoques de água mineral já estão plenamente atendidos no momento, não havendo necessidade de novas doações. Roupas, calçados, móveis e utensílios domésticos também não estão sendo recebidos.

Onde doar

Atualmente, os mantimentos são recebidos nos quartéis do Corpo de Bombeiros Militar do DF (CBMDF), na Base Aérea de Brasília, no Anexo do Palácio do Buriti, nas salas 104 e 900, e outros pontos espalhados pelo DF.

Veja os endereços dos pontos de coleta:

→ Quartéis do Corpo de Bombeiros Militar do DF
Confira os endereços neste link

→ Base Aérea de Brasília
Endereço: Área Militar do Aeroporto Internacional de Brasília
Horário: 8h às 18h

→ Anexo do Palácio do Buriti
Endereço: salas 104 e 900, Eixo Monumental
Horário: 8h às 18h

→ Estações do Metrô do DF

→ Zoológico
Endereço: Via L4 Sul
Horário: 8h30 às 17h

→ Quartéis da Polícia Militar do DF
Endereços aqui 

→ Administrações regionais
Endereços aqui 

→ Samu
Endereços aqui 

→ Detran
Doações podem ser entregues nas viaturas e nas unidades – endereços aqui

→ Novacap
Endereço: Setor de Áreas Públicas, Lote B S/n SIA Sul
Horário: 8h às 17h

Campanha Brasília pelo Sul

A campanha de solidariedade Brasília pelo Sul foi lançada pelo GDF em 6 de maio. Diversos órgãos do Executivo vão destinar itens para o estado gaúcho. O primeiro envio foi feito pela Companhia de Abastecimento e Saneamento Ambiental do DF (Caesb), com 15 mil copos de água.

Todas as ações da Campanha Brasília pelo Sul, lançada pelo GDF para ajudar as vítimas das chuvas no Rio Grande do Sul, são coordenadas pela Chefia-Executiva de Políticas Sociais, liderada pela primeira-dama do Distrito Federal, Mayara Noronha Rocha. Por meio da iniciativa, serão enviados aos municípios afetados pelas enchentes mantas, roupas, alimentos, água, utensílios, itens de higiene e outros objetos.

*Com informações de Victor Fuzeira, da Agência Brasília

    Você também pode gostar

    Assine nossa newsletter e
    mantenha-se bem informado