Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Colégio CEAV Jr. promove Feira de Empreendedorismo, Mostra Cultural e oficina gratuita

Além de apresentar os trabalhos dos alunos, o colégio CEAV Jr. promoverá oficina gratuita para crianças de 6 a 11 anos, neste sábado (25)

Colégio CEAV Jr. promove Feira de Empreendedorismo, Mostra Cultural e oficina gratuita

O empreendedorismo é, sem dúvidas, o que move a economia de qualquer país. Segundo o Data Sebrae, existem hoje 12 milhões de empreendimentos no Brasil, destes, 98,5% compreendem as micro e pequenas empresas, que geram 55% dos empregos com carteira assinada no setor privado da economia.

Pensando nisso, o Colégio CEAV Jr. resolveu adotar uma abordagem pedagógica diferenciada, voltada para o ensino e a prática do empreendedorismo formando, além de alunos academicamente bem preparados, cidadãos aptos para a nova realidade de mundo e mercado de trabalho.

Além do braço do empreendedorismo, os alunos da instituição de ensino são estimulados a desenvolverem diversas competências que servirão para a vida toda. Empreendedorismo e consciência social são algumas das chaves para uma formação integral e cidadã.

O resultado dessa formação, que vai muito além dos padrões simplesmente acadêmicos, poderá ser vista, no próximo dia 25, das 10 às 17 horas, no Águas Claras Shopping.

Abordagem pedagógica inovadora

O Jornal de Brasília entrevistou Anna Flávia Feitosa Passos, coordenadora pedagógica do CEAV Jr. para saber mais sobre essa abordagem de ensino.

Jornal de Brasília: Qual é a importância de se promover um evento como esses para a formação dos alunos?

Anna Flávia: Estamos conscientes que o mundo mudou e que a educação deve acompanhar tal mudança. Agora, espera-se também que escola prepare as pessoas para serem cidadãos competentes em um ambiente compartilhado, capazes de conviver socialmente numa perspectiva harmônica. Além disso, precisamos educar crianças para que sejam seres humanos adaptáveis, com diversas habilidades, tendo em vista a volatilidade do mundo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

É importante frisar que não só o evento em si é importante, mas sim toda a preparação dele. Os estudantes do Ceav Jr. passaram por todo o processo de compreensão do que é Empreendedorismo, idealização dos produtos, criação da marca, conhecimento do sistema monetário e do custo de um produto… enfim, é um evento que promove experiências de aprendizagem completas para o educando.

Jornal de Brasília: Como é e qual a importância de introduzir o empreendedorismo na rotina dos alunos?

Anna Flávia: O empreendedorismo é o que move a economia de qualquer país. Segundo o Data Sebrae, existem hoje 12 milhões de empreendimentos no Brasil, destes, 98,5% compreendem as micro e pequenas empresas, que geram 55% dos empregos com carteira assinada no setor privado da economia.

Investir em empreendedorismo na escola é garantir às crianças e jovens da nova geração não apenas a inserção produtiva no mercado de trabalho, como também o desenvolvimento de competências que valem para a vida toda. Sendo assim, é importante que as crianças compreendam o processo de empreendedorismo na sua totalidade.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Durante as aulas as professoras conversaram com as crianças sobre o que significa empreender e no que precisamos pensar para desenvolver um produto inteligente, que venda no mercado e que seja inovador. Para desenvolver os produtos, as crianças utilizaram o método Design Thinking, que integra organização, tecnologia e inovação com foco no ser humano, começando por entender quais são as necessidades dos consumidores/usuários.

Foram feitas observações reflexivas, como:

  • Quem irá consumir esse produto?
  • E do que essa comunidade gosta de comprar?
  • O que o mundo precisa hoje em dia?

Tendo isso em mente, as crianças realizaram entrevistas com a comunidade. Depois fizeram um filtro e passaram pelas etapas de definição e idealização, para enfim prototiparem o que será comercializado.

Além disso, por meio do desenvolvimento dos produtos, os estudantes precisaram trabalhar em grupo, desenvolvendo as suas habilidades de comunicação, cooperação e competências sócio-emocionais, como: o respeito e a empatia. Não podemos nos esquecer de todas as capacidades matemáticas que foram estudadas. Além do sistema monetário brasileiro, as crianças analisaram situações-problema matemáticas que poderiam surgir ao longo da comercialização, como: se o cliente comprar um produto de X reais com uma nota de Y, quanto receberá de troco?

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Finalizaremos os nossos estudos sobre empreendedorismo após a Feira, fazendo um evento interno com atrações e produtos que as crianças poderão adquirir com o dinheiro que arrecadarem no evento.

Dessa forma, todo o ciclo de empreendedorismo fica compreendido pelo corpo discente, além de assuntos como consumo consciente e o engajamento social.

Empreender não é só vender. Empreender é estar preparado para o futuro!

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Jornal de Brasília: Que produtos veremos na feira de empreendedorismo?

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Anna Flávia: Os mais diversos produtos, como:

  • Sabonetes;
  • Essências e perfumes;
  • Velas;
  • Bijuterias;
  • Brinquedos;
  • Itens de decoração; e
  • Alimentos (brownies, geladinho, bolo de cenoura, pipoca gourmet).

É importante reforçar que o Programa Bilíngue está trabalhando também com o Empreendedorismo Social, criando negócios sustentáveis e de valor para a sociedade, promovendo habilidades como o altruísmo, a empatia e a capacidade de resolução de problemas.

Em nosso brechó BLong, teremos diversos itens à venda e o melhor de tudo: os clientes terão a oportunidade de comprar um produto e ajudar uma ONG!

Jornal de Brasília: Na mostra cultural, haverá um leilão solidário com algumas obras feitas pelos alunos, qual é a importância de se fomentar a solidariedade em alunos tão novos?

Anna Flávia: As crianças da educação Infantil apresentarão obras de artes confeccionadas ao longo do mês em um stand, onde também ocorrerá um leilão silencioso das obras construídas em conjunto pela turma. Os lances serão dados em alimentos e doados para instituições carentes.

Sabe-se que na Educação Infantil são trabalhadas habilidades artísticas e de socialização, sendo assim, em nosso projeto de mostra cultural desenvolveremos ambas as competências.

É importante conscientizar as crianças, desde muito novos, sobre a solidariedade, empatia e incentivá-los a buscar um futuro melhor, pois elas são o nosso futuro! A escola precisa ser um espaço, além do lar do estudante, em que ele trabalha a sua formação por completo, aprendendo sobre princípios, visando a integração dos sujeitos e a harmonia de suas relações sociais.

Compreendemos que a solidariedade não é um valor herdado, mas construído diariamente. Por isso é importante as crianças desenvolvam ao longo de sua vida escolar princípios solidários para se tornarem adultos conscientes acerca de responsabilidade e cidadania.

Oficina gratuita

Para crianças de 6 a 11 anos que quiserem experimentar e desenvolver na prática suas habilidades, o CEAV Jr. promoverá a “Oficina Maker”.

De acordo com a coordenadora pedagógica do CEAV Jr., “Um maker é alguém que entende que o mundo tem uma dimensão de design humano feita por cada brinquedo, celular, edifício ou sistema de coleta seletiva do lixo, por exemplo. E se melhorarmos essas invenções, ou se criarmos novos designs, podemos melhorar o mudo a nosso redor.

Makers são pessoas com as habilidades e a vontade de colocar projetos em prática. Por isso, essa abordagem é tão importante. Com ela, aprendemos a olhar os objetos e sistemas atentamente e descobrimos nesse processo que todo mundo tem potencial criativo.”

Para inscrever a criança, basta clicar no link: https://campanhas.ceavjr.com.br/feira-de-empreendedorismo

Serviço
Feira do Empreendedorismo & Mostra Cultural do Colégio CEAV Jr.
Data: 25/09/2021
Horário: de 10 às 17h
Local: Águas Claras Shopping








Você pode gostar