Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Casa da Mulher Brasileira será interditada a partir desta sexta (13)

Por Arquivo Geral 12/04/2018 10h16
Foto: Andre Borges/Agência Brasília

João Paulo Mariano
[email protected]

Devido a problemas estruturais, a Casa da Mulher Brasileira (CMB), na 601 Norte, será interditada a partir de amanhã (13). A Secretaria Adjunta de Política para as Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, da Sedestmidh, informa que haverá suspensão de todos os serviços, mas assegura que será de forma temporária. Ainda não há prazo para o fim das obras de reforma que devem começar nos próximos dias.

O espaço, especializado no atendimento a mulher, é novo – inaugurado em 2015. Apesar disso, uma vistoria feita pela Fundações e Recuperação de Estruturas (FUNDEX), empresa contratada pelo Banco do Brasil para a verificação, constatou algumas patologias e por isso emitiu um relatório em que pede a “desocupação total do empreendimento”.

Será o Governo Federal que arcará com a conta da reforma já que é ele o responsável pela Casa. O GDF, em contrapartida, prestava os serviços e coordenava o espaço. A empresa que cuidará das obras será a FUNDEX, a mesma que emitiu o 1º Relatório Técnico, em que contém as informações de problemas estruturais e pedido de retirada.

Em nota, a Secretaria Adjunta de Políticas para Mulheres garante que “a mulher não será prejudicada por conta da suspensão dos serviços prestados pela unidade”, porque as vítimas de violência podem recorrer à Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM) para registrar possíeis agressões.

Problema recorrente

Não é a primeira vez que a Casa da Mulher Brasileira tem problemas na estrutura. Em 2016, parte da unidade foi interditada pela Defesa Civil devido a um afundamento do chão. Em novembro do mesmo ano, as calhas não suportaram o volume de chuvas, fazendo com que o teto de algumas salas despencasse. Ainda havia algumas rachaduras na parede. Ela chegou a ficar fechada por um mês.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Atendimento diferenciado

A Casa da Mulher Brasileira, desde sua inauguração em 2015, é considerada uma inovação no atendimento humanizado às mulheres, integrando no mesmo espaço serviços especializados para os mais diversos tipos de violência contra as mulheres.

Há o acolhimento, triagem e o apoio psicossocial. Ainda existe uma Delegacia de Atendimento à Mulher, o Juizado Especializado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, e a Promotoria Pública Especializada da Mulher, Defensoria Pública Especializada da Mulher; Lá, também era feito um trabalho de promoção de autonomia econômica, cuidado das crianças – brinquedoteca; alojamento de passagem e central de transportes.ntral de transportes.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar



Newsletter

Fique por dentro dos principais fatos e hoje, diretamente no seu e-mail

Saiba tudo o que foi notícia, Inscreva-se!