Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Bombeiros encerram buscas por mãe e filha desaparecidas

Após sete dias de buscas com viaturas, equipe terrestre, cães farejadores, auxílio de drones e mergulhadores, os bombeiros decidiram encerrar a ação de localização para aguardar mais investigações da Polícia Civil

Por Guilherme Gomes 16/12/2021 1h19
Foto: divulgação/Bombeiros

No início da tarde desta quinta-feira (16), o Corpo de Bombeiros Militar do DF informou que encerrou temporariamente as buscas por Shirlene Ferreira da Silva, 38 anos, grávida de quatro meses, e Tauane Rebeca da Silva, de 14 anos. Mãe e filha desapareceram próximas a um córrego no Sol Nascente, em Ceilândia.

Após sete dias de buscas com viaturas, equipe terrestre, cães farejadores, auxílio de drones e mergulhadores, os bombeiros decidiram encerrar a ação de localização para aguardar mais investigações da Polícia Civil.

Confira a nota na íntegra do Corpo de Bombeiros

O Corpo de Bombeiros Militar informa sobre o atendimento da ocorrência envolvendo o desaparecimento de duas vítimas na região rural do Sol Nascente em Ceilândia, com o primeiro acionamento às 21h49 do dia 09/12 e após 07 (sete) dias consecutivos de buscas ao paradeiro da senhora Shirleine F.S., 38 anos, e sua filha, a menor de idade T., 14 anos, tendo o empenho de 03 (três) viaturas diárias, equipe terrestre com militares para busca e resgate com o auxílio de drones, equipe de mergulhadores e equipe com cães de busca e resgate de vítimas, comunica desde às 16h (15/12) o encerramento temporariamente da Operação de busca, referente às vítimas citadas.

Realizamos buscas do amanhecer até o entardecer diuturnamente, no intuito de localizar a senhora e sua filha, que segundo informações do solicitante, elas foram em direção ao córrego situado nas proximidades da chácara Gilearde, número 109, Região do Sol Nascente/Ceilândia e não regressaram.


As buscas foram feitas com aproximadamente 06 Km de distância seguindo o leito do rio e suas adjacências, escaneando em diferentes pontos de interesse, totalizando cerca de 332.000 m².


Nossas equipes, apesar de todos os esforços, não encontraram nenhum indício das vítimas, finalizando as buscas e passando a acompanhar as investigações da Polícia, caso tenhamos alguma nova informação e necessidade, retomaremos a operação de busca e resgate.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Suspeita de fuga

O delegado chefe-adjunto da 23ª Delegacia de Polícia, Vander Braga, explicou que a hipótese de afogamento acidental no Córrego do Pasto não foi descartada, mas a nova linha de investigação tem foco na possível fuga da mãe com a filha.

“Shirlene comentou isso com uma pessoa conhecida, há um tempo, que quando fugisse, levaria a filha consigo. É uma informação que não sabemos se procede. Mas já apuramos que ela possui familiares em Teresina, no Piauí”, contou o delegado.

O chefe da 23ª DP disse também que oficializou o pedido das imagens gravadas por câmeras do transporte público. “Caso mãe e filha tenham fugido, essas filmagens vão nos trazer uma resolução. Como isso, depende da extração das imagens pelas empresas de ônibus e depois encaminhamento para a perícia. Acredito que até sexta tenhamos uma resposta para essa possibilidade”, explicou o delegado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar