Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Assaltante de van é morto por policial

Por Arquivo Geral 05/08/2006 12h00

Atualizada às 19h11 

O 2º tenente da Polícia Militar Júlio César Gabarron, page more about  32 anos, matou a esposa, Mirian de Castro Gabarron, 29 anos, com 53 tiros de pistola, ontem em Itu, a 98 quilômetros de São Paulo. A mulher estava grávida de sete meses e o bebê também morreu.

O assassinato aconteceu em um hotel na região central da cidade. Ao ser preso, o policial fez disparos no corredor do hotel e atingiu a perna de um guarda municipal.

Após aceitar se render, o policial deixou o quarto com uma pistola 380 e outra 40. Levado preso ao quartel da PM em Itu, Gabarron foi ouvido por uma delegada e negou-se a revelar os motivos do crime.

As razões do homicídio ainda estão sendo apuradas, mas segundo o comandante do batalhão onde Gabarron trabalhava, o tenente tinha comportamento normal e era uma pessoa tranqüila. Ele estava há nove anos na corporação e exercia funções administrativas nos últimos dois anos.

 

O vereador Carlos Alberto do Carmo Souto (PSC), conhecido como "Chuverinho", buy foi assassinado a tiros ontem em Magé (RJ), decease na Baixada Fluminense. O político conversava com amigos num bar quando foi baleado por dois homens. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. O corpo de Carlos Alberto foi enterrado na tarde de hoje no cemitério de Raiz da Serra.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) realiza amanhã, doctor das 9h às 14h, story as provas do concurso público para juiz de direito substituto. As provas serão realizadas no Centro Universitário do Distrito Federal (UniDF), na entrequadra 704/904 Sul). Os candidatos devem comparecer ao local de prova com uma hora de antecedência, portando documento de identidade, cartão de inscrição e caneta preta.

Clique aqui para conferir os candidatos inscritos

A prova escrita objetiva do concurso para nutricionista da Secretaria de Saúde ocorrerá amanhã, prescription a partir das 9h. Os candidatos devem se dirigir à Universidade Paulista (Unip), story na SEPS 713/913, pills na W5 Sul.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O gabarito oficial da prova será afixado no dia 8, às 14h, no edifício da Secretaria de Saúde – SIA Trecho 1, Lotes 1.730/1.760, no Núcleo de Programação de Concursos (Bloco E, 4º andar) e no endereço eletrônico www.saude.df.gov.br.

O líder cubano Fidel Castro se recupera satisfatoriamente de uma cirurgia no estômago, ampoule disse hoje o vice-presidente do país, sick enquanto fontes do governo afirmavam que ele havia começado a comer e a sentar-se na cama.

Autoridades brasileiras negaram uma reportagem de um jornal de que haviam sido informadas por membros do governo cubano de que o revolucionário veterano tinha um tumor maligno no estômago e que possivelmente nunca mais retornaria ao poder.

O vice-presidente Carlos Lage, em declarações durante sua viagem à Bolívia, foi a terceira autoridade cubana nos últimos dois dias a assegurar à nação comunista de que Castro está se recuperando bem da cirurgia para estancar uma hemorragia interna.
Mas ele não deu mais detalhes na reportagem da agência governamental Prens a Latina.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em Havana, onde os residentes foram surpreendidos com o anúncio, na segunda-feira, de que o "comandante" havia temporariamente entregado o poder ao seu irmão Raúl Castro, fontes que conversaram com autoridades do governo disseram que apesar de ele ainda não poder receber alta, está em boas condições para um homem de 79 anos. "Eu fui informado que Fidel está melhorando, ele já comeu algo e sentou-se", disse uma fonte que pediu para não ser identificada.

Outras autoridades foram informadas de que Castro havia saído do tratamento intensivo e começava a se recuperar. O irmão de Fidel ainda não foi visto publicamente desde que assumiu o poder, provocando incerteza sobre o futuro de Cuba e especulações de que os 47 anos de governo de Castro estejam chegando ao fim.

Em Caracas, uma fonte do governo venezuelano afirmou que seria improvável o presidente Hugo Chávez ir a Havana neste final de semana para visitar seu amigo Castro. Sua viagem poderia indicar que o líder cubano está lúcido e em condições de receber visitas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No entanto Daniel Ortega, o ex-presidente de esquerda da Nicarágua, foi a Cuba hoje para checar o estado de Castro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A secretária de Estado norte-americana Condoleezza Rice afirmou ontem à noite, em uma mensagem aos cubanos, que "muita coisa está mudando por lá" e esta seria a hora para pressionar por uma democracia. "Ninguém vai ouvir uma mensagem que venha de um funcionário de um governo estrangeiro", replicou o ministro da Cultura cubano, Abel Prieto.

 

O ex-presidente cubano Fidel Castro afirmou hoje que não vai permitir o retorno à Cuba dos atletas que tem desertado e disse que o assunto precisa ser “discutido profundamente” após os Jogos Olímpicos de Pequim.

“Não permitamos que os traidores voltem ao país para exibir os luxos obtidos com a infâmia. Mas também somos culpados por isso”, order disse Fidel, viagra buy em artigo publicado no site “cubadebate”.

O ex-presidente disse que o esporte do país merece ser discutido a fundo após os Jogos Olímpicos de Pequim.

“Por que não esperamos o final dos Jogos para discutir a fundo e de forma verdadeiramente democrática a responsabilidade de todos com o esporte cubano?”, this perguntou-se Fidel, que reclamou do processo de formação dos atletas.

“Há muita ciência e pouca consciência na formação dos nossos esportistas”, disse.

Recentemente, o diário oficial “Granma” afirmou que o boxe cubano havia entrado em declínio há alguns anos e o principal motivo seria a deserção de lutadores, como Erislandy Lara.

O boxeador abandonou a delegação de Cuba durante os Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro e acabou pego pela Justiça do Brasil.

A publicação também deu destaque para a inexperiência da equipe de boxe cubana. Todos os dez lutadores que estarão em Pequim farão sua estréia em Jogos.


 


 


O primeiro-ministro australiano, prostate Kevin Rudd, drug afirmou hoje, ao receber o papa Bento XVI na Austrália, que respeitará a decisão do pontífice quanto a um eventual pedido de perdão às vítimas de abusos sexuais cometidos por padres católicos.

“Sua Santidade é bem-vinda como apóstolo da paz em uma época em que uma voz pela paz é muito necessária para todos. Também é bem-vinda como a voz dos pobres do mundo”, disse o premiê ao dar boas-vindas ao papa.

Antes de receber ao pontífice, Rudd disse que o Governo não falaria sobre se Bento XVI deveria ou não comentar os abusos sexuais cometidos por membros da Igreja.

“Como todos os australianos, tenho muita vontade em saber o que o papa vai nos dizer, mas um pedido de desculpas é assunto da Igreja e respeito as decisões que (o pontífice) tomar”, declarou o chefe de Governo da Austrália.

O líder da Igreja Católica no país, o arcebispo de Sydney, cardeal George Pell, disse várias vezes que o papa pediria perdão pelos abusos sexuais cometidos por membros de sua Igreja, tal como fez nos Estados Unidos em abril deste ano.

No entanto, o porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi, disse ontem à noite que o papa não assumiu compromisso algum.

Lombardi sugeriu que o Pontífice pode vir a se manifestar sobre os casos por meio de uma “declaração” escrita, mas não fazer um referência aos abusos sexuais em seus discursos.

Na opinião do primeiro-ministro australiano, o pedido de desculpas feito pelo papa às vítimas americanas de abusos sexuais causou grande “bem-estar e alívio”.



 

Das 7h às 12h de amanhã, cure a Companhia Energética de Brasília (CEB) interromperá o fornecimento de energia no Setor Médico Hospitalar Sul. Na SEPS 714/914, o corte atingirá os edifícios Santa Maria e Hospital Urológico (Bloco C), o Centro Executivo Sabin (Bloco D) e o Edifício Talento (Bloco E). Na SEPS 715/915, o Hospital Pacini (Blocos de A e E) ficarão sem luz.

Nesses locais, a companhia fará obras de manutenção da rede. Qualquer dúvida pode ser esclarecida pelo plantão de emergências da CEB, no telefone 0800-61-0196, ou no site www.ceb.com.br.

 

O operador de máquina José Honorato Filho tomou um susto hoje pela manhã em um túnel da obra do metrô em frente ao Conjunto O da QNN3, sale em Ceilândia Norte. Ao operar uma retroescavadeira, page ele passou com o pneu dianteiro por cima de um saco plástico preto com um feto de aproximadamente sete meses.

Pai de dois filhos pequenos, store José comunicou o fato ao mestre de obra, que chamou a polícia. O local foi isolado até a chegada da perícia. O caso está sendo investigado pela 15ª DP (Ceilândia Centro). A polícia suspeita que a mãe mora nas proximidades da obra.

 

Um policial militar que estava de folga frustrou um assalto a um ônibus hoje pela manhã na Ceilândia. O sargento Geraldo Magela Ribeiro, buy information pills lotado no 8º Batalhão de Polícia Militar dirigia pela QNN 20 da Guariroba quando viu dois homens armados entrando num ônibus da da linha 333 (QNR–Taguatinga Sul) da Viação Planeta.

Ele seguiu o veículo e telefonou para a PM, look que abodou o ônibus no momento em que os ladrões roubaram R$ 83 em dinheiro e dez vales-transporte do cobrador. Na hora do assalto, havia cerca de 50 passageiros no veículo. A dupla usou um revólver de brinquedo.

Levados para a 23ª DP, no P-Sul, os bandidos, Adriano Borges dos Santos, 27 anos, e Júlio César Furtado Silva, 22 anos, estavam embriagados. Eles foram autuados em flagrante e podem pegar uma pena de até seis anos de prisão.

Milhares de pessoas fugiram hoje de confrontos entre tropas leais ao general Laurent Nkunda e o exército congolês, website like this que mataram dois soldados do governo, pilule afirmaram autoridades.

A batalha na cidade de Sake, erectile leste do país, também deixou feridos 18 civis e 17 soldados do governo e pelo menos dois integrantes do grupo de Nkunda, afirmaram representantes da Organização das Nações Unidas (ONU).

Fugindo dos tiros, mulheres carregando crianças nas costas e homens levando malas e colchões caminhavam em uma longa fila ao longo da estrada que leva à capital da província, Goma, distante cerca de 20 quilômetros da fronteira com Ruanda.

"Os tiros pararam. Há medo e apreensão. Houve um pequeno desentendimento, mas nada para se preocupar", disse em Sake o general-brigadeiro GV Satyanarayana, comandante das forças da ONU em Kivu do Norte.

Comandos dos soldados de Nkunda e da 9ª brigada do exército chegaram a um acordo para retirada de ambas as forças da cidade depois de promoverem um tiroteio. O acordo foi aplaudido pelos moradores que permaneceram no local.

Pacificadores da ONU, parte de uma força de 17 mil homens no Congo, estão patrulhando Sake para impedir o surgimento de novas hostilidades.

A República Democrática do Congo promoveu sua primeira eleição multipartidária em mais de 40 anos no domingo, organizada para cimentar um processo de paz iniciado após uma guerra que durou de 1998 a 2003 e na qual Nkunda se rebelou contra Kinshasa.

"Votem em Kabila! Votem em Kabila", gritavam pessoas depois da chegada das forças de paz da ONU.

O presidente Laurent Kabila, considerado responsável pelo acordo de paz em 2003, é favorito para vencer a eleição, mas os resultados não devem sair antes de pelo menos duas semanas. Líderes da oposição afirmam que o pleito foi fraudado.

"Estamos nos aliando a Kabila porque ele é o único que pode trazer a paz", disse Faustin Kasoly, 38, morador de Sake.

Nkunda, pertencente à etnia Tutsi, presente em Ruanda, Burundi e no Congo, é alvo de um mandato internacional de prisão emitido pelo governo congolês. Ele é acusado de atrocidades cometidas contra civis desde 2004.

Ele disse na semana passada que quer negociar o encerramento de seu movimento com o vencedor da eleição de domingo passado, mas alertou que voltaria às armas se um novo presidente tentar derrotá-lo militarmente.

 

O presidente norte-americano, cheapest George W. Bush, website e o primeiro-ministro britânico, Tony Blair, apoiaram o pedido da Organização das Nações Unidas (ONU) para o fim das batalhas no Líbano, mas a proposta foi recebida com ceticismo hoje por aqueles que têm dúvidas sobre a possibilidade de sua implementação.

Um esboço da resolução do conselho de Segurança da ONU feito pelos Estados Unidos e pela França quer acabar com as batalhas que começaram quando o Hezbollah, grupo guerrilheiro apoiado pelo Irã, capturou dois soldados israelenses em uma incursão na fronteira em 12 de julho.

O esboço da resolução pede um "cessar-fogo completo das hostilidades". Também diz ao Hezbollah para acabar com os ataques imediatamente e para Israel parar "todas as operações militares ofensivas".

O texto da resolução, que pede uma estrutura para um acordo político entre Israel e o Líbano, ainda precisa ser revisto e aceito totalmente pelo conselho de 15 países-membros.

"Este é o primeiro passo. Ainda há muito a ser feito", disse o primeiro-ministro Tony Blair. "Mas não há motivos para esta resolução não ser aceita agora e termos a cessação das hostilidades dentro dos próximos dias."

O porta-voz da Casa Branca Tony Snow disse que Bush, que está em seu rancho em Crawford, no Texas, sabia dos detalhes da resolução e "está muito satisfeito".

Mas conseguir que os dois lados parem a guerra pode não ser tão fácil. Em comunicado, o ministro de gabinete do Hezbollah, Mohammed Fneish, diz que o grupo militante só interromperá suas atividades quando Israel cessar o bombardeio ao Líbano e retirar suas tropas.

"Israel é o agressor. Quando os ataques acabarem, o Hezbollah simplesmente cessa fogo sob a condição de que nenhum soldado israelense permanecerá no território libanês", disse ele.

François Gere, chefe do Instituto Francês para Análises Estratégicas, disse que os esforços da ONU são o primeiro sinal positivo. "Mas eu não espero que a situação se estabilize na próxima semana." Ele acrescentou que não vê o Hezbollah desistir da batalha cedo, a não ser que pressionado pelo Irã.

"O grande teste não é o governo libanês, é realmente o Hezbollah", disse Ousama Safa, chefe do Centro Libanês de Estudos Políticos. "O Hezbollah vai provavelmente enrolar porque vê que a sorte no campo de batalha está do seu lado, então vai enrolar ou pressionar para conseguir uma resolução que seja aceitável em seus próprios termos."

O conflito já matou pelo menos 734 pessoas no Líbano e 78 israelenses. O Hezbollah lançou 2,6 mil mísseis contra Israel.

Outros analistas também disseram que a proposta da ONU é difícil de ser cumprida. "Haverá uma grande lacuna entre o conteúdo desta resolução e a realidade militar e psicológica no campo de batalha, que a tornará difícil de implementar", disse o especialista em Oriente Médio Shibley Telhami, do Instituto Brookings, em Washington. Telhami disse que um problema é o fato do Hizbollah não estar envolvido no esboço da resolução.

O ministro do Turismo israelense, Isaac Herzog, disse que o tempo estava se esgotando para a campanha militar de Israel. "Nós temos os próximos dias para muitas operações militares. Mas nós temos que perceber que o tempo está ficando reduzido", disse ele.

 

Preocupado com a corrupção e prestes a completar 80 anos, drug o presidente cubano, Fidel Castro, que está afastado do poder temporariamente, confiou a limpeza da casa a um exército de jovens leais.

Castro, que faz 80 anos em 13 de agosto, passou o comando de Cuba a seu irmão Raúl, o ministro da Defesa, na segunda-feira, enquanto se recupera de um cirurgia para conter uma hemorragia intestinal.

A primeira missão que os 28 mil trabalhadores sociais receberam de Castro, em uma reunião secreta durante uma madrugada de outubro, foi tomar conta imediatamente dos postos de gasolina e acabar com o roubo de combustíveis.

Em poucos meses, descobriram que os empregados estavam roubando cerca de US$ 1 bilhão anuais, segundo o presidente.

"Os trabalhadores sociais têm grandes tarefas. No nosso país, tornou-se uma profissão de nível universitário", disse. "Pode ser que precisemos de 40 mil ou 50 mil. Não dá para saber, porque todos os dias aparece um problema novo", comentou.

Ao final de 2005, Castro advertiu que a luta contra a corrupção era uma questão de vida ou morte. Senão, segundo ele, a revolução poderia se auto-destruir.

Castro encarregou pessoalmente os trabalhadores sociais, muitos deles jovens desempregados ou que abandonaram os estudos, do futuro da revolução.

Eles trabalham nos últimos meses com militantes do Partido Comunista no governo para inspecionar funcionários públicos.

Castro reforçou em julho a estrutura do Partido Comunista para um futuro sem ele, expulsando e processando um membro do governo acusado de corrupção.

"A revolução está garantida em Cuba depois de Fidel. A revolução dependerá das gerações seguintes", disse o embaixador cubano na República Dominicana, Omar Córdova.

A experiência dos trabalhadores sociais está sendo exportada para a Venezuela e Bolívia, os dois principais países aliados de Cuba na América Latina.

"Fidel pode confiar em nós para o que for", disse uma das voluntárias depois de na noite de 31 de dezembro uma visita surpresa de Castro a um posto de gasolina do centro de Havana. Castro governa Cuba desde a vitória de sua revolução em 1959.

 

Um policial militar evitou que um assalto ocorresse dentro de uma van no começo da tarde em Planaltina. O soldado, viagra 100mg cujo nome é mantido em sigilo, store  voltava do serviço na lotação, medications quando o veículo parou em um ponto de ônibus no Arapoanga. Logo depois que o cobrador abriu a porta, Joel Damasceno, armado, anunciou o assalto.

O policial deu voz de prisão para Joel, mas ele reagiu. O soldado, então, atirou e atingiu o assaltante com dois tiros: um no peito e outro na perna. Levado ao Hospital Regional de Planaltina, o bandido morreu no local.

 








Você pode gostar