fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Brasil

Contradizendo Butantan, Anvisa afirma que instituto não fez pedido de uso emergencial de vacina

Por meio de nota, a Anvisa explicou que em reunião na manhã de hoje (7) o instituto apresentou informações gerais sobre a eficácia da vacina

Aline Rocha

Publicado

em

Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil
PUBLICIDADE

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), após o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, afirmar que havia sido feito o início do pedido para uso emergencial da Coronavac no Brasil, afirmou que ainda não houve uma apresentação da solicitação.

Por meio de nota, a agência explicou que durante reunião na manhã desta quinta-feira (7) o instituto apresentou informações gerais sobre a eficácia da vacina, que, segundo Covas, é de 78%.

“A reunião de pré-submissão é uma estratégia que segue a prática de outras autoridades regulatórias do mundo. Esta reunião é feita antes do envio de pedido formal de qualquer laboratório para dar conhecimento prévio do projeto de vacina e otimizar os direcionamentos técnicos e legais”, disse a Anvisa por meio de nota. No final da tarde de hoje deverá acontecer uma segunda reunião entre a agência e o instituto.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade