fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Coluna Marcelo Chaves

Governador Ibaneis Rocha participa de almoço do Lide Brasília

Marcelo Chaves

Publicado

em

PUBLICIDADE

O governador do DF Ibaneis Rocha falou ontem para um grupo de empresários de Brasília e formadores de opinião sobre os desafios enfrentados pelo governo no ano de 2020 e apresentou um panorama para a retomada da economia no ano de 2021. A palestra foi feita para os integrantes do Lide Brasília, em almoço no Brasília Palace Hotel, seguindo todos protocolos de segurança estabelecidos pelas autoridades por conta da pandemia.

André Kubitschek com o pai Paulo Octavio, presidente do Lide Brasília

O presidente do Lide Brasília, empresário Paulo Octavio, destacou a importância do trabalho conjunto entre governo e iniciativa privada, ao longo do ano. “Nós fizemos cerca de 125 encontros neste ano de 2020, por meio da Internet. O Lide não parou. Ouvimos ministros, governadores de alguns estados, autoridades, debatemos saúde, educação e fizemos uma importante interlocução entre o governo e a iniciativa privada”, ressaltou Paulo Octavio.

Empresária Laura Oliveira, do Grupo Levvo

O governador falou na ocasião das medidas implantadas desde o início do governo. Segundo ele, era para que em 2020, o DF tivesse um desenvolvimento pleno de sua economia, mas que, com a pandemia de covid-19, algumas medidas duras tiveram de ser tomadas na cidade. “Nos preparamos para enfrentar o vírus sem precisar fechar novamente o comércio e com a população recebendo o atendimento de saúde necessário”, disse Ibaneis Rocha.

Presidente da Fibra, Jamal Bittar, secretário de Economia, André Clemente, e o presidente da Junta Comercial do DF, Walid de Melo Pires

Ainda na tarde, o governador destacou que economia do GDF conseguiu que a queda do PIB da cidade fosse apenas de 4%, em vista do encolhimento de 11% do PIB do Brasil. Para o próximo ano, Ibaneis pretende colocar em prática vários projetos para o amplo desenvolvimento da capital, com os recursos obtidos pela venda da CEB. O investimento nas concessões público-privadas é uma das apostas para incentivar a economia em 2021.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Fotos: Luís Fabiano Neves




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade