Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Coluna Marcelo Chaves

Dono de rede de lanchonetes cria polêmica por suposto comentário homofóbico

Por Marcelo Chaves 14/06/2021 3h48

Está repercutindo na capital a mensagem enviada dias atrás em um grupo de WhatsApp pelo empresário Alexandre Geleia, dono da Grupo Geleia Burger, que engloba várias lanchonetes no DF, como Geleia Burger, O Concorrente e Tá Doido Burger, que criticou através de um áudio, o vídeo de um repórter da Globo declarando amor pelo marido e desejando um feliz Dia dos Namorados para o público ao final de uma matéria no Bom Dia RJ.

Nos áudios direcionados para um grupo de donos de lanchonetes, o empresário desaprovou o gesto. “Falo o que penso e o que eu acho, se ficou incomodado me desculpe, garoto. Só acho que não precisa e não é necessário passar em TV aberta, em jornal, esse ‘tipo de coisa’. É minha opinião e não vou mudar por ser uma figura pública”, disse ele ao ser questionado por um dos integrantes do grupo, que ficou indignado com o teor da mensagem.

A reação nas redes sociais foi imediata e intensa com acusações de homofobia ao empresário. Coordenador do Coletivo Brasília Orgulho, o jornalista e ativista LGBT brasiliense Welton Trindade falou sobre o episódio. “Ele diz ter amigos e funcionários gays. O que é muito positivo. O que falta é ele entender que falar de amor gay não é algo errado ou feio. É tão normal quanto tratar de uma relação heterossexual”, disse.

Procurada pela coluna, a assessoria de imprensa do Grupo Geleia Burger enviou a seguinte nota:

“Em respeito aos nossos clientes e funcionários, viemos a público nos manifestar sobre os últimos acontecimentos envolvendo um de nossos sócios. O Grupo Geleia Burger informa que vem apurando o real contexto e significado das falas de todos os envolvidos em conversa conjunta de WhatsApp, para que toda a verdade seja devidamente esclarecida. Independentemente do que ficar apurado, todo o Grupo Geleia reitera, reafirma e deixa claro que eventuais e supostos comportamentos ilegais ou antiéticos de quaisquer envolvidos não correspondem aos valores e às opiniões das empresas do grupo em questão e dos demais sócios. Seja qual for o resultado das mencionadas apurações, sempre acreditamos no amor em todas as suas formas e no direito de todos serem quem são e amarem quem quiserem, de modo que nunca compactuaremos com nenhuma ilegalidade ou comportamentos odiosos de ninguém. Que o amor sempre vença.”

Atenciosamente,

Grupo Geleia

Fotos: Reprodução

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar