Siga o Jornal de Brasília

Marcelo Chaves

Chef brasiliense preso na Ásia é solto

Publicado

em

PUBLICIDADE

Após ser preso no Cassino Marina Bay Sands de Singapura supostamente portando dólares falsos, o chef brasiliense Dudu Camargo foi liberado pelas autoridades do país, após a Embaixada do Brasil interceder no caso.

Ontem, a movimentação de amigos e familiares em Brasília, via telefonemas e WatsApp em busca de apoio para ajudar no caso, já que as leis do país asiático são muito rígidas em fatos como este, foi muito grande.

Dudu e a mulher, Caroline Gordiano, estão viajando com um grupo em um tour pela Ásia. Amigos do empresário comentaram com a coluna que ele estava com o valor de US$ 1 mil falsos, e que as notas haviam sido adquiridas em Brasília.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A assessoria de imprensa do chef enviou o seguinte comunicado aos veículos de comunicação:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“De imediato é importante esclarecer que as notícias veiculadas pela imprensa não condizem com a realidade dos fatos. O chef Dudu Camargo foi surpreendido com a suposta existência de poucas notas falsas em seu poder. Esclarecimentos foram prestados junto à delegacia competente com total apoio do Consulado Brasileiro, demonstrando todo o mal entendido, passando o chef Dudu Camargo a ser considerado vítima no caso concreto, com a consequente liberação após os respectivos esclarecimentos. De qualquer sorte, considerando a seriedade da situação, outras informações não podem ser divulgadas, em especial em virtude dos procedimentos locais. Resta apenas aguardar a conclusão das investigações para as devidas providências legais.”


Você pode gostar
Publicidade
Publicidade
Publicidade