fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Do Alto da Torre

Após trocar com Terracap, lote da CEB servirá para expansão do Noroeste

Integrantes da Terracap já estipulam que o terreno estará pronto para o mercado imobiliário em um prazo médio de 3 a 5 anos

Lucas Valença

Publicado

em

Foto: Agência Brasília
PUBLICIDADE

O mega terreno da Companhia Energética de Brasília (CEB) no Noroeste – orçado em centenas de milhões – deve servir para a expansão mobiliária do bairro nos próximos anos. Ao concretizar a troca do lote com a Terracap, como já adiantado por esta coluna, o governo deve procurar melhoras as condições de construção e ocupação do local para que construtoras possam fazer, no futuro, uma segunda fase imobiliária do Noroeste. O processo, no entanto, não é tão simples.

Após a companhia energética assinar o processo de troca de lotes com a Terracap, que deve entregar 12 áreas menores (no valor total de R$ 223 milhões) e um valor considerável de recebíveis, a diretoria da Terracap deve atuar em conjunto com órgãos do Governo do Distrito Federal para tentar aprovar uma mudança de destinação da terra no local.

Dentre as medidas que podem vir a ser tomadas, a elevação da área de construção vertical está entre as prioritárias. Atualmente, em alguns pontos do terreno, não se pode construir nada superior a 17 metros. Parte do mega terreno também está instalado em uma área de não construção por questões de preservação. E claro, a aprovação para que se possa habitar o local está entre as primeiras medidas que devem ser tomadas.

Integrantes da Terracap já estipulam que o terreno estará pronto para o mercado imobiliário em um prazo médio de 3 a 5 anos. Com todas as mudanças, acreditam que o mercado imobiliário poderá se instalar no terreno para promover a expansão do Noroeste.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade