Siga o Jornal de Brasília

Do Alto da Torre

Administrador de Ceilândia aparece em foto armado e forçando jovem contra a parede

A conduta do então administrador pode também acarretar em uma ação do Ministério Público ou do Conselho de Ética da Casa Legislativa

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Lucas Valença
lucas.valenca@grupojbr.com

Afastado da prerrogativa de deputado distrital e licenciado da condição de delegado para exercer a Administração Regional da Ceilândia, Fernando Fernandes, aparece em uma foto armado e forçando um jovem contra a parede. Na camisa, os dizeres “deputado distrital” e “administrador regional”. Em suas redes sociais, armas são frequentemente apresentadas. Há quem entenda, porém, que a conduta pode ser abusiva.

Possíveis crimes cometidos

Juristas consultados pela coluna ressaltaram que a imagem pode vir a ser entendida como uma forma de “usurpação de função” e/ou “abuso de poder”. A conduta do então administrador pode também acarretar em uma ação do Ministério Público ou do Conselho de Ética da Casa Legislativa.

Posição do administrador

Procurado pela coluna, Fernando Fernandes informou que, “baseado no Artigo 301 do Código de Processo Penal (CPP), qualquer do povo poderá e as autoridades policiais e seus agentes deverão prender quem quer seja encontrado em flagrante delito. A foto é verídica e foi uma abordagem em flagrante”.

Promessas…

Fernando Fernandes retorna hoje às atividade legislativas depois de pedir seu afastamento no comando da Ceilândia. É entendido que, para votar a LOA no fim do ano, todo parlamentar ausente da Casa volta para destinar suas emendas. Por isso, todos sabiam que o administrador retornaria à CLDF, mas o regresso antecipado pegou até parlamentares aliados de surpresa.

…vazias

Nos bastidores, se comenta que Fernandes deixa a administração da Ceilândia por considerar que recebeu promessas que não se cumpriram. A coordenação da saúde e da diretoria regional de ensino estariam dentre os combinados não concretizados.

Insegurança na saúde

Ao visitar o Hospital Regional da Asa Norte, a deputada federal Paula Belmonte (Cidadania) se surpreendeu com os relatos de insegurança. O local é responsável por receber os detentos feridos da Papuda, mas, segundo os próprios funcionários, o esquema montado pela Secretaria de Segurança Pública tem sido “insuficiente para garantir a segurança dos médicos e enfermeiros”.

Mudança de planos

A parlamentar esteve no HRAN para negociar a destinação de uma emenda para a reforma da Unidade de Tratamento de Queimados, no valor R$ 2,6 milhões, mas depois de escutar os relatos, que envolviam até ameaças, pretende pedir ao GDF providências para resolver os problemas de segurança da unidade hospitalar.

Gerando empregos

O administrador da recém criada região do Sol Nascente/Pôr do Sol, Goudim Carneiro, se reuniu recentemente com cerca de 600 pequenos e médios empresários da região para procurar desenvolver políticas de incentivo ao emprego em uma das regiões mais pobres do DF. Carneiro afirma que não deve fazer campanha de cestas básicas, mas procurar qualificar as pessoas do local. Na liderança dos cursos estaria o Sebrae-DF.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade