fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Conta Giros

O eclipse GT de Dener será restaurado!

Ao ganhar vida nova, o carro, que é símbolo de uma história trágica, será ressignificado e por onde passar vai ajudar a eternizar a alegria que Dener nos trouxe nos campos.

Aurélio Araújo

Publicado

em

PUBLICIDADE

O ano era 1994, eu tinha 11 anos e estávamos todos na quadra de educação física do Colégio Sagrada Família. Entre uma pausa e outra na aula, o assunto entre a molecada era um só: a trágica morte do jogador Dener, que foi notícia em todo o país. Dener foi um fenômeno do futebol, na Portuguesa e no Vasco fez gols dignos de alguém que deveria ter vestido a camisa 10 da nossa seleção em uma Copa do Mundo.

A notícia de sua morte trazia um detalhe que me chamou muito a atenção. Dener morreu no banco de passageiros de um Mitsubishi Eclipse GS 1992 branco, placa DNR-0010 (as letras são em alusão à suas iniciais e o número à sua camisa de atacante), presente do Vasco da Gama, seu último clube, pela renovação do contrato. 

Eclipse GT de Dener sendo retirado do local do acidente na lagoa Rodrigo de Freitas, Rio de Janeiro – 1994. Foto: Divulgação.

Para quem não sabe (ou não lembra), o Eclipse foi um dos carros que chegaram em terras tupiniquins com a abertura à importação do já ex-presidente Fernando Collor de Mello. Era um daqueles carros que era difícil de ver e quando a gente via sempre tinha um comentário: “olha lá! Um eclipse!” e toda molecada parava assistindo ele passar dono da rua. 

Lembro que, naquela manhã, jogamos um futsal melancólico na aula de educação física. Fiquei triste com a morte do Dener, como uma criança ficaria por alguém que admira, mas nunca me esqueci daquela imagem da TV do tal eclipse branco amassado de frente a uma árvore na Lagoa Rodrigo de Freitas, Rio de Janeiro. Mas o fato é que, a partir de uma reportagem do Globo Esporte, o famoso e inglório carro foi localizado na garagem do vice-presidente de futebol do Vasco, José Luis Moreira.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Dener levanta taça pelo Vasco da Gama. Foto: Divulgação.

Agora, o velho eclipse será o fio condutor de um documentário sobre a vida de Dener, a partir de sua restauração liderada pelos filhos do jogador. Em entrevista ao UOL, Dener Matheus, filho mais novo do atleta e que tinha apenas 4 meses quando o pai faleceu, disse ao rever o carro: “De verdade, de todas as experiências que eu já tive, vendo entrevistas e as coisas do meu pai, nunca senti o que senti hoje”.

A restauração do velho eclipse será feita pela Dimension Customs, responsável pelas restaurações das primeiras temporadas do quadro “Lata Velha”, do programa Caldeirão do Huck. Ao ganhar vida nova, o carro, que é símbolo de uma história trágica, será ressignificado e por onde passar vai ajudar a eternizar a alegria que Dener nos trouxe nos campos.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade