fbpx
Siga o Jornal de Brasília
Fórmula 1 Fórmula 1

Conta Giros

Com a paralisação das provas, Nascar e Fórmula 1 se reinventam no mundo virtual

A Nascar e a Fórmula 1 não perderam tempo em entreter o seu público, atrair novos interessados e manter seus patrocinadores ativos, além de promover pilotos e parceiros. Em tempos de quarentena, o esporte virtual segue acelerando!

F1 Esports Virtual Grand Prix. Foto: Reprodução
Aurélio Araújo

Publicado

em

PUBLICIDADE

No mês de março a Nascar anunciou a criação da eNASCAR iRacing Pro Invitational Series, uma competição virtual com a participação de pilotos e ex-pilotos da categoria. Na sequência, anunciou um acordo com a Fox Sports para transmitir a competição. O resultado foi que na primeira corrida mais de 1 milhão de pessoas assistiram a competição virtual pela televisão. Com a chegada do coronavírus, os esportes a motor tiveram que se adaptar.

Eu, particularmente, nunca fui muito fã da Nascar (na verdade, só tem um cara que eu conheço que realmente acompanha), mas resolvi tentar assistir. Escolhi a corrida virtual no Bristol Motor Speedway, uma dos mais populares e tradicionais dos Estado Unidos.

Preciso dizer, a narração é impecável! Feche os olhos e você vai ouvir a Nascar de verdade. Abra os olho e a qualidade visual impressiona. São 32 pilotos e ex-pilotos, 150 voltas com direito a pit stop e dois resets, isso mesmo, se houver uma batida grave, ou seja, você pode voltar aos boxes e resetar seu carro à forma inicial duas vezes. A corrida? Para mim falta alguma coisa, mas é divertido, vale tentar.

A Nascar está suspensa do asfalto até 03 de maio e esse foi um caminho de sucesso para manter os patrocinadores e o interesse do público. Como a audiência deles é um pouco mais velha, também é uma forma de atrair um público mais jovem para o esporte.

eNASCAR iRacing Pro Invitational Series. Foto: Reprodução

Seguindo na mesma linha, a Fórmula 1, que já teve vários GPs cancelados, decidiu organizar suas provas virtuais. Eu assisti ao grande prêmio virtual no circuito de Albert Park, em Melbourne, Austrália. Se você quiser tentar, a transmissão é sempre pelos canais oficiais da Fórmula 1 nas redes sociais (Facebook, YouTube) e plataforma de streaming de games (Twitch). Ela não conseguiu televisionar ainda como Nascar fez por meio do canal Fox Sports, mas quem sabe?

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

F1 Esports Virtual Grand Prix II. Foto: Reprodução

Eu prefiro a Fórmula 1 do que a Nascar nas pistas de asfalto e no mundo virtual também. A qualidade gráfica da F1 Esports Virtual Grand Prix é absurda! Câmeras onboard, DRS e muito mais. Então, vamos às regras da corrida. O tempo de qualificação é de 18 minutos, o número de voltas é 50% do número do circuito real e todos os carros possuem a mesma performance (muita gente defende que a F1 de verdade também seja assim). O que é interessante, nesse caso, por que o resultado depende apenas da performance dos pilotos.

O lineup de pilotos é pouco convencional. Alguns são convidados, como Johny Herbert (locutor oficial das transmissões da F1) e Jenson Button (ex-campeão mundial de F1). Temos ainda a participação do Pietro Fittipaldi (piloto reserva da HAAS e agora de volta ao programa de jovens pilotos da Red Bull). Lembrem-se, Pietro é o que temos de mais próximo de um piloto brasileiro no grid.

Como na Nascar, a narração é impecável. Feche os olhos e o som da Fórmula 1 vem aos ouvidos como um dia normal de domingo e a corrida é divertida. Torci para o Pietro ao longo das 29 voltas, mas foi Charles Leclerc que dominou a prova de ponta a ponta. Resultado? Mais de 1,7 milhões de visualizações no YouTube.

F1 Esports Virtual Grand Prix III. Foto: Reprodução

Depois dessa experiência, confesso que ainda prefiro as corridas com motores de verdade. Mas precisamos nos adaptar a essa nova realidade global da COVID-19, e a Nascar e a Fórmula 1 não perderam tempo em entreter o seu público, atrair novos interessados e manter seus patrocinadores ativos, além de promover pilotos e parceiros. Em tempos de quarentena, o esporte virtual segue acelerando!


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade