fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Concursando Direito

Nem tudo que balança cai. Nem tudo que reluz é ouro.

A pandemia vai acabar e quando isso acontecer muita gente vai estar preparada para os concursos que virão.

Werner Rech

Publicado

em

PUBLICIDADE

Os números sobre a COVID-19 estão novamente chegando em índices preocupantes. Logo, as perspectivas de as provas de concursos públicos serem aplicadas se afastam novamente.

Parece contraditório dizer isso, pois temos muitos concursos com inscrições abertas no momento. Além disso, outros tantos concursos, especialmente das carreiras policiais, estão previstos para 2021.

 

Realização das Provas

Embora eu pessoalmente acredite que seja possível realizar provas sem uma vacina, isso traria custos altos para a organização dos concursos. Fica evidente que os moldes anteriores não são adequados para a situação atual. Antes da pandemia os locais de provas se assemelhavam com blocos de carnaval, dada a quantidade de pessoas aglomeradas no início e ao final das provas.

Para a aplicação das provas de forma segura, na minha opinião, seria necessário utilizar mais locais de provas do que se utilizavam antes. Isso seria um dos maiores custos, inviabilizando a aplicação das provas sem um reajuste de preços, que geraria mais gastos públicos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

É bom deixar claro que não sou adapto do Estado Mínimo, mas fica evidente pelos números da nossa economia que estamos gastando o dinheiro público de forma ineficiente. Embutir mais um custo para a admissão de novos servidores seria algo pouco produtivo no atual cenário.

É bom lembrar que essa opinião é emitida diante das reiteradas notícias de eficácia das vacinas que estão sendo aplicadas pelo mundo. Por isso, esperar pela vacinação está despontando como a opção mais segura nesse momento.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A maioria dos gestores não têm interesse em serem os responsáveis por contribuir com um novo surto. Esse é o maior motivo para que as provas estejam sendo suspensas.

 

Ansiedade da Espera

Embora a ansiedade dos que estão estudando posso muitas vezes fazer com que esqueçamos dos riscos da COVID-19, temos que ser conscientes de que ainda estamos expostos à pandemia. Indo além, também sabemos muito pouco sobre os efeitos colaterais da doença.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O mais importante nesse momento é buscar equilíbrio e foco nos estudos. Muitos concorrentes estão desistindo pela falta de esperança na retomada em breve das provas.

Não se enganem, as provas vão retornar. Assim, que retornarem existe uma alta probabilidade de que o tempo perdido seja compensado. Por isso, quem quer passar não pode baixara guarda agora.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
>

 

Um concurso atrás do outro

As chances são de que ocorram provas numa velocidade maior do que estava previsto antes da pandemia. Isso se dá pela necessidade dos órgãos públicos na recomposição de seus quadros.

Os quadros dos órgãos públicos sofreram bastante nos últimos tempos com uma aceleração no número de aposentadorias. Em muitos Estados houve uma elevação de alíquota de contribuição previdenciária, fazendo com que os servidores com tempo de serviço suficiente optassem pela aposentadoria.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Outro motivo da necessidade de novos servidores é natural rotatividade do serviço público. Muitos concursos que já tinham sido homologados continuaram chamando aprovados. Alguns desses aprovados já eram servidores em outros órgãos, abrindo vagas em cargos mais básicos.

Como já falei em outra oportunidade aqui na Coluna: os brilhantes serão ofuscados pelos resilientes . Seja o resiliente nesse momento. Fazer o esforço de se manter equilibrado pagará dividendos muito bons num futuro próximo.

Uma dica para se manter atualizado é ficar de olho e acompanhar os próximos julgamentos do Supremo Tribunal Federal. Fiz um vídeo sobre esse assunto:

Vamos adiante e vamos com tudo, pois 2021 está apenas começando.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade