Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Blogs e Colunas

Israel tem boa memória

Por Leandro Mazzini 20/11/2023 9h52
Foto: Reprodução/AFP

O episódio da demorada saída do grupo de brasileiros na região Sul da Faixa de Gaza, via Egito, desafia quem tem memória curta para a literatura diplomática. Quem fez a lista para o cronograma de transporte dos estrangeiros foi o Governo de Israel – e eles não se esquecem da simpatia do presidente Lula da Silva com o finado Yasser Arafat, o líder da Fatah a quem o brasileiro visitou mais de uma vez. Tampouco esquecem as declarações de parlamentares da esquerda do Brasil em apoio à luta armada palestina. Deu no que deu. Quando notaram a demora provocada neste sentido, o ex-chanceler Celso Amorim gastou lábia, e o embaixador Mauro Vieira, idem, até o grupo conseguir autorização para atravessar a fronteira esta semana. 

 

Mãos no manche

 

Charge por @izanio_charges

 

A Receita Federal avalia comprar um jato para usar em grandes operações de fiscalização. Falta bom senso ao órgão, caso vingue a ideia. Porque há os jatos da Polícia Federal. Além do mais, conta figurão do Governo, deveria investir em braços para fiscalização de portos e aeroportos, o grande gargalo, e não em mãos para manche.

 

Recuo estratégico

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Líder do PP na Câmara e com aval do partido para articular seu nome, o deputado federal Dr. Luizinho desistiu da candidatura a prefeito do Rio de Janeiro. Avaliou que seria um alto risco trocar o domicílio eleitoral da Baixada Fluminense, que lhe garante 100 mil votos, para a capital.

 

Prestação de contas

 

Presidente da CPI da Covid, o senador Omar Aziz (PSD-AM) vai impetrar ação para solicitar o afastamento da presidente eleita do Tribunal de Contas do Amazonas, Yara Lins. O irmão dela está envolvido em escândalos de corrupção na área da saúde na pandemia. Omar apontou provas ao STJ que ligariam a dupla às empresas sob suspeita.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

De pijama

 

O general Braga Netto sonhava em se eleger senador por Minas em 2026, com ajuda do eleitorado jovem do deputado Nikolas Ferreira e dos conservadores. O TSE o atropelou.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Galaxie de JK

 

O último carro de JK voltou ao Memorial que leva seu nome. O Exército reformou o Galaxie. Um tenente o dirigiu em passeio por Brasília, com André Kubitschek, bisneto do ex-presidente, como carona.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE





Você pode gostar